Acessar Registrar

Acesse sua conta de usuário

Nome de usuário *
Senha *
Lembrar de mim

Criar uma conta

Todos os campos marcados com asterisco (*) são obrigatórios.
Nome *
Nome de usuário *
Senha *
Verificar senha *
Email *
Verifar email *
Captcha *

Matthias R. Reinold

A escolha correta do piso para a cervejaria é de suma importância. Há empresas que utilizam apenas o cimento como cobertura do piso ou lajotas inadequadas ao uso a que se destinam. Atualmente exige-se que o piso permita fácil limpeza, possua longa vida útil e ofereça segurança ao usuário.

Atualmente as opções de pisos industriais são inúmeras – piso à base de resinas, lajotas antiácidas etc - de modo que o usuário possa escolher o que melhor atender às suas necessidades

pisos ceramica cervesia

Pisos de resina sintética

Os pisos à base de resinas sintéticas (uretano, epóxi) consistem de dois componentes de ligação, material de enchimento (quartzo) e pigmentos de cor, podendo ser lisos ou antiderrapantes.

A sua aplicação é relativamente simples e rápida, devendo estar a superfície a ser coberta isenta de umidade, graxas e oleosidades. A secagem, dependendo da resina utilizada, leva de poucas horas a 24 horas, sendo que após este tempo o piso já pode ser utilizado.

A composição destes pisos permite que resistam a ácidos, álcalis, gases, produtos orgânicos e a grandes oscilações de temperatura, assim como apresentar boa resistência mecânica e a sua aplicação pode cobrir grandes superfícies sem emendas.

Pisos de cerâmica antiácida

pisos ceramica cervesia
 Foto: Cerâmica São Luiz

Pisos de cerâmica antiácida são utilizados há vários anos pela indústria de bebidas. A aplicação destes pisos e de seu rejuntamento demandam mais tempo do que a dos outros pisos anteriormente citados.

O piso cerâmico resiste a ácidos, álcalis, óleo, solventes, graxa e geralmente são antiderrapantes.

Atenção especial deve ser dispensada ao seu rejuntamento, que deve possuir a composição adequada e de preferência ser aplicado por mão de obra especializada.

Se houver infiltração, pode soltar-se e isso compromete a estanqueidade do revestimento, provocando um “desprendimento em cadeia” das lajotas, propiciando o desenvolvimento de microrganismos.

Ao se aplicar qualquer revestimento, deve-se observar alguns pontos:

Bloqueio ao vapor d’água – a infiltração de vapor d’água através da construção de concreto pode levar à formação de bolhas (revestimento por resinas) ou desprendimento (lajotas cerâmicas).

Quando houver o risco de infiltração de umidade, deve-se prever um bloqueio.

Juntas – pisos de resina podem ser aplicados sem emendas, mas devem ser mantidas juntas onde as regras técnicas exigem:

pisos ceramica cervesia

-> Juntas de dilatação de prédios;

-> Separação de obras verticais e horizontais, quando apresentam coeficientes de dilatação diferentes;

-> Nos locais onde se utiliza água quente (sala de cozimento, lavadoras de garrafas, pasteurizadores, CIP etc).

As juntas são os pontos fracos, mesmo em pisos à base de resinas. Elas devem ser colocadas em locais de fácil acesso, não se devendo instalar máquinas e equipamentos sobre elas, e em locais úmidos deve-se dispensar muita atenção às mesmas.

Drenagem de água – deve-se prever um caimento adequado para que a água flua para onde queremos que vá, de modo que não permaneça sobre o piso, formando poças. Em ambientes úmidos deve-se formar um caimento de no mínimo 2%. Um caimento de 2% requer 2 cm de espessura a mais por metro. Isso significa que se deve prever ralos e canaletas suficientes, quando não é desejável o aumento da espessura da camada.

É vantajoso instalar ralos e canaletas de aço inox. Ralos dotados de cestos para reter detritos e sifão são recomendáveis.

A água quente é um fator de risco também para os pisos de resina. A água quente e o vapor deveriam por isso ser descartados diretamente através de uma tubulação (dreno) e não diretamente sobre o piso.

Quebra do piso – toda quebra do piso representa um risco de emenda mal vedada no revestimento. Por este motivo deve-se efetuar a distribuição de energia, água, ar e vapor para as máquinas por via aérea, isto é, através do teto.

Os revestimentos do piso devem ser mantidos em perfeitas condições, ser fáceis de limpar e, se necessário, desinfetados. Eles devem ser impermeáveis à água, resistentes aos produtos químicos comumente utilizados nas cervejarias, resistentes à abrasão, devem suportar cargas e serem compostos de material não tóxico.

Igualmente importante é o sistema de drenagem adequado.

Os pisos mencionados neste artigo possuem vantagens e desvantagens, e cabe a cada usuário optar pelo que melhor atende às suas necessidades, não esquecendo, porém, que muitas vezes a qualidade do produto cerveja depende do meio ambiente em que foi fabricado.

Referências

1) Fussbodenbeläge in der Getränkeindustrie. C. Schllenberg. Getränketechnick.

2) Sicherheit und Hygiene. Brauindustrie.

Matthias R. Reinold

Mestre cervejeiro diplomado (Diplom-Braumeister – T.U. Berlin – V.L.B)

guia fornecedores