Acessar Registrar

Acesse sua conta de usuário

Nome de usuário *
Senha *
Lembrar de mim

Criar uma conta

Todos os campos marcados com asterisco (*) são obrigatórios.
Nome *
Nome de usuário *
Senha *
Verificar senha *
Email *
Verifar email *
Captcha *

budweiser Jhong Dizon Flickr

Foto: Jhong Dizon/Flickr.

A blockchain, tecnologia por trás do Bitcoin (BTC), será usada pela maior cervejaria do mundo, dona da Budweiser, Corona, Stella Artois, Skol, Brahma e outras.

Estamos falando do grupo belga multinacional Anheuser-Busch InBev (AB InBev), empresa-mãe da brasileira Ambev.

A companhia pretende usar a tecnologia blockchain para rastrear toda a produção de cevada, visando oferecer aos consumidores uma rede de fornecimento totalmente transparente.

Rastreando a cerveja, do início ao fim

A cervejaria cita a qualidade e segurança das matérias-primas como fatores essenciais, e ressalta o uso da blockchain para rastrear os produtos e garantir total transparência no processo da fazenda até o momento em que chega às mãos do consumidor.

A InBev lançou um projeto-piloto em parceria com as empresas Fujitsu, de soluções de tecnologia, e a SettleMint, plataforma blockchain líder global.

O programa será aplicado no fornecimento de cevada na França e Bélgica, através de uma plataforma escalonável baseada na tecnologia por trás do bitcoin.

“Por meio dessa plataforma, a AB InBev começará a agregar e comparar dados para ajudar os agricultores indiretos a melhorar sua produtividade, lucratividade e pegada ambiental”, diz o comunicado de imprensa.

A gigante das cervejas afirma ainda que a iniciativa pode ajudar a promover o desenvolvimento agrícola, e ressalta que é importante que seus consumidores saibam que são os usados ingredientes “da mais alta qualidade”, que “crescem de forma sustentável”.

Como vai funcionar

Para conferir o trajeto da cerveja, passando pelo cultivo dos ingredientes, colheita e maltização da mesma, os consumidores poderão utilizar um código QR disponível nas embalagens a partir do próximo ano.

“Os consumidores de hoje estão exigindo mais transparência do que nunca”, de acordo com Yves de Beauregard, chefe de incubação global da Fujitsu, e o novo projeto atende a esta necessidade.

Segundo Matthew Van Niekerk, presidente-executivo da SettleMint, a transparência garante qualidade, além de aumentar a confiança na marca.

“Pela primeira vez em nossas operações europeias, este projeto criará uma rede de fornecimento indireto totalmente transparente até o consumidor final”, disse Pieter Bruyland, CIO da AB InBev na Europa.

Ab InBev

A Anheuser-Busch InBev é a cervejaria líder mundial e empresa de capital aberto sediada na Bélgica.

São 175.000 funcionários contribuindo na empresa, incluindo 12.000 na Europa.

 

Fonte: Criptonizando – 03/11/2020

guia fornecedores