Acessar Registrar

Acesse sua conta de usuário

Nome de usuário *
Senha *
Lembrar de mim

Criar uma conta

Todos os campos marcados com asterisco (*) são obrigatórios.
Nome *
Nome de usuário *
Senha *
Verificar senha *
Email *
Verifar email *
Captcha *

Redução no consumo de água pode chegar a 80%: solução sustentável alia respeito ambiental com menor custo financeiro para uso da água

A cada litro de cerveja ou refrigerante produzido, a quantidade de água residual do processo varia entre 1 e 3 litros. A cada quilo de resina PET produzida, sobram 2 litros de água. Por esse motivo, os fabricantes de bebidas e alimentos líquidos, além dos recicladores de PET, estão constantemente em busca de soluções para reduzir a quantidade de águas residuais.

Para atender a esta crescente demanda de seus clientes, a Krones desenvolveu um conceito para reciclar a água residual resultante da produção, permitindo processar as águas novamente. São consideradas todas as etapas do processo de produção que geram águas residuais.

Nesse conceito, todas as águas residuais da produção são canalizadas por meio da rede de drenagem existente para um pool de armazenamento central. A partir de então, primeiramente são filtrados os materiais sólidos contidos na água e, depois, as águas residuais são neutralizadas em um tanque coletor. O passo seguinte é, dependendo do tamanho da planta, um processo clássico de tratamento de águas residuais. No caso de grandes quantidades de águas residuais, é aconselhável realizar uma fase anaeróbica. Nela é obtido o biogás, que pode ser utilizado, por exemplo, em uma usina de cogeração.

Foto Krones Reciclagem de água residual

Uma vez eliminados todos os resíduos das águas residuais, segue-se o tratamento com o objetivo de uma reutilização subsequente como água de processo. É aqui que as estações de tratamento de água Hydronomic, da Krones, entram em cena. Mediante processos de ultrafiltração e osmose reversa, mesmo as partículas mais finas, como microrganismos ou sais, são filtradas e removidas da água. Com a adição posterior de dióxido de cloro para desinfetar e estabilizar a água, esta está pronta para ser reutilizada na produção.

Com esse conceito de circuito fechado, é possível diminuir claramente o consumo de água na produção: a quantidade de água necessária é reduzida em até 80%, o que tem um impacto visível nos custos da água e no equilíbrio ecológico da empresa. O sistema pode ser integrado a novas plantas, como também pode ser instalado posteriormente em plantas existentes.

 

Fonte: Krones do Brasil - 25/06/2020

guia fornecedores