Acessar Registrar

Acesse sua conta de usuário

Nome de usuário *
Senha *
Lembrar de mim

Criar uma conta

Todos os campos marcados com asterisco (*) são obrigatórios.
Nome *
Nome de usuário *
Senha *
Verificar senha *
Email *
Verifar email *
Captcha *

750 cerveja artesanal dia do trabalho cervejaria 20195111718560

Localizada na Pituba, a The Bunker é uma das maiores cervejarias da capital baiana

Em ascensão no mercado, a cerveja artesanal tem surgido como uma opção nada convencional para aqueles que buscam dar mais sabor para uma das bebidas mais amadas pelos brasileiros. Para enriquecer ainda mais esse comércio, diversas vertentes do produto tem aparecido com o intuito de tornar esse novo negócio ainda mais profissional. Com isso, cursos e especializações têm sido ofertados, de modo que esses consumidores acabem aderindo a esse estilo de vida.

Um desses exemplos é o caso de Vinicio Carvalho, atual sommelier e proprietário da cervejaria The Bunker, localizada no bairro da Pituba, em Salvador. "Eu sou administrador e trabalhava como gerente do restaurante "Carro de Boi", em 2013. Comecei a ter contato com diferentes cervejas que representantes estavam mandando para a Bahia naquele momento e comecei a me interessar. Então estudei algumas coisas pela internet, comprei livros para compreender esse produto que já existia há muito tempo, mas que na Bahia não era muito divulgado. Em 2014, fui para São Paulo e me formei como sommelier de cerveja, o primeiro do mercado baiano", revelou.

Mercado Inovador

Apesar de recente, o sommelier viu uma oportunidade de estar investindo em um mercado que, na época, ainda era muito prematuro. Para Vinicio, essa ascensão não se trata de algo momentâneo. Na concepção dele, a cerveja tem tudo a ver com o Brasil, de modo que seu consumo ainda se persevere por muito tempo.

"Eu vi uma grande oportunidade. Percebi uma lacuna devido ao fato de não existir nenhum profissional na cidade para dar consultoria ou estabelecer alguma frente em cervejaria na região. Por isso, eu fiz o curso, rodei algumas cidades por uns dois anos e meio, ganhei experiência em outras praças e acredito sim, que é um mercado sem volta, isso não é uma moda. O brasileiro é cervejeiro por natureza", afirmou o proprietário da The Bunker.

A análise do sommelier, por sinal, tem o respaldo de Ivan Sampaio, coordenador de curso de Cervejeiro do Pronatec. De acordo com ele, mesmo ainda estando bastante atrás de outras regiões do país, a Bahia tem obtido um crescimento surpreendente no Brasil. Na opinião de Ivan, que também tem formação em Sommelier de cervejas, muito dessa ascensão se deve a pessoas como Vinicio, que possuíram a livre iniciativa de abrir negócios voltados para o produto. Especializando ainda mais o mercado cervejeiro.

750 cerveja artesanal dia do trabalho cervejaria 20195111718560

Ivan é coordenador do curso profissionalizante de cervejeiro do Pronatec

"Ainda estamos bem atrás se formos comparados a Sul e Sudeste, porém temos obtido um crescimento significativo, Aqui na Bahia, hoje temos uma grande quantidade de cervejeiros caseiros espalhadas pelo estado, o número de micro cervejarias aumentou bastante nos últimos anos e já temos bastante opções de bares, restaurantes e pubs que oferecem o serviço, isso mostra a força do mercado e ajuda muito a disseminar a cultura cervejeira", afirmou o coordenador.

Preço das Cervejas

Quando questionado sobre os pontos positivos e negativos desse mercado, o profissional defendeu a grande variedade de sabores inusitados que o gênero possui. No entanto, nem tudo são flores. Infelizmente em decorrência de vários fatores, como importação de ingredientes e alta taxa de tributação, o produto termina por se tornar menos acessível, financeiramente falando, em decorrência do processo de produção da própria cerveja.

"A qualidade e infinidade de tipos de cervejas e o cuidado com a escolha e seleção de ingredientes para atingir os sabores e sensações esperados. O ponto negativo quando iniciei foram os valores dessas cervejas, são cervejas bem mais caras que o que estamos acostumados a pagar. Porém, depois fui me aprofundando e os preços contados na maioria das vezes são muito justos, e vale a pena pagar mais pela qualidade que os produtos oferecem", garantiu.

Quem também vê um empecilho nos preços das cervejas, é o consumidor Chandler. Para ele, apesar de considerar a segmentação algo natural, isso é uma tendência que pode vir a melhorar, com uma maior promoção do produto mercado. "Ficamos muitos anos presos às mesmas cervejas do mainstream. Porém, com o mercado de cervejas artesanais sendo fomentado, as possibilidades que podemos alcançar são infinitas".

750 cerveja artesanal dia do trabalho cervejaria 20195111718560

Consumidor assíduo, Chandler tem uma visão bastante otimista sobre o mercado cervejeiro

Com a expansão do mercado, para muitos o mercado cervejeiro vem deixando de ser um hobby e se tornando uma fonte de renda promissora. "É possível, sim. Hoje eu ganho minha vida no mercado cervejeiro. Trabalho na fabricação do grupo Petrópolis e sou coordenador do Pronatec no curso profissionalizante de produção cervejeira", concluiu Ivan.

Fonte: A Tarde – 01/05/2019

guia fornecedores