Acessar Registrar

Acesse sua conta de usuário

Nome de usuário *
Senha *
Lembrar de mim

Criar uma conta

Todos os campos marcados com asterisco (*) são obrigatórios.
Nome *
Nome de usuário *
Senha *
Verificar senha *
Email *
Verifar email *
Captcha *

Pesquisa da Mintel aponta para novos hábitos dos consumidores da bebida no país

sd intro.jpg.pagespeed

SÃO PAULO – Brasileiros de todas as classes socioeconômicas têm priorizado qualidade à quantidade de cerveja, aponta uma pesquisa divulgada pela Mintel na última semana. Ainda que o comportamento seja mais perceptível entre consumidores das classes AB (68%), nas demais classes isso também é maioria (52%).

Mais da metade (53%) dos jovens entre 18 e 24 anos se mostraram motivados a experimentar novos tipos de cerveja, especialmente as com “novo sabor” ou “sabor inovador”. Para Ana Paula Gilsogamo, especialista em alimentos e bebidas da Mintel, isso representa para as marcas mais tradicionais da bebida uma oportunidade de “investir em sabores inovadores e exóticos para atrair esse público por meio da curiosidade”.

Ela sugere ainda que as marcas trabalhem em mudanças nas embalagens da bebida: “investir em embalagens menores para produtos premium pode ser uma oportunidade para atrair as classes mais altas. Apesar de várias marcas nacionais já terem lançados versões menores de seus produtos, as cervejas artesanais e de trigo ainda não aproveitaram essa oportunidade”, ela escreveu.

A pesquisa também identificou que os consumidores tendem a relacionar cervejas artesanais à qualidade dos ingredientes e a sabores inovadores: questionados sobre quais fatores definem uma cerveja artesanal, quase metade deles (45%) respondeu “ingredientes de alta qualidade; 43% mencionou “sabores únicos e inovadores”; e 34%, “ingredientes e métodos de fermentação natural”.

Fonte: Info Money - 29/11/2018

guia fornecedores