Acessar Registrar

Acesse sua conta de usuário

Nome de usuário *
Senha *
Lembrar de mim

Criar uma conta

Todos os campos marcados com asterisco (*) são obrigatórios.
Nome *
Nome de usuário *
Senha *
Verificar senha *
Email *
Verifar email *
Captcha *

A cerveja deixa a tradição para trás para ganhar diferentes e inusitadas versões. De grandes a pequenas cervejarias, os fabricantes testam novas fórmulas para conquistar um leque cada vez mais amplo de consumidores. O grupo Schincariol está lançando a NS2 (sigla de Nova Schin 2), cerveja com sabor de tequila e limão. O produto chega às prateleiras dos supermercados, bares, restaurantes e casas noturnas em novembro. Além de eventos, a empresa fará uma campanha de mídia, que vai ao ar em dezembro.

A Schincariol não divulga a verba específica para o desenvolvimento e lançamento do produto, que está inserida nos R$ 180 milhões que a companhia investe em marketing.

Segundo Luis Fernando Amaro, gerente de produto da Schincariol, a bebida não contém diretamente tequila ou limão na sua composição, mas a essência dos produtos. O grau alcoólico da bebida - que terá um rótulo com um mexicano que cobre as embalagens da long neck e lata - é de 4,7%. De acordo com Amaro, a empresa observa a tendência do mercado internacional de cerveja aromatizada há cerca de três anos.

Em países como Holanda, Inglaterra e Alemanha, já existem cervejas com sabor de frutas cítricas, damasco, guaraná, maracujá, pêssego e tequila - que em testes no Brasil, misturada ao limão, foi a mais apreciada. A Schincariol pretende fazer extensões da linha com outros sabores. "Poderemos fazer um novo sabor para o inverno", diz. O objetivo é atuar no segmento premium e disputar o público jovem concorrendo com cervejas como Skol Beats, Kaiser Summer Draft, Miller e a mexicana Sol, comercializada no Brasil pela Kaiser. "Nossa meta é ter 15% do mercado premium até o final do verão." Seguindo a linha da diversificação, a Cervejaria Sul Brasileira, de Toledo, oeste do Paraná, decidiu apostar nas mulheres para aumentar suas vendas e tornar-se mais conhecida. A empresa está lançando uma cerveja feminina - a Donna´s Beer. Menos amarga e com uma embalagem envolvida por filme cinza e com flores em vermelho, a bebida chega com a missão de conquistar uma fatia da receita obtida pelos fabricantes com o público feminino.

"Pesquisas indicam que as mulheres respondem por 40% do consumo de cerveja e esse filão não estava sendo explorado no Brasil", explica Saul Brandalise Neto, 30, coordenador-geral da cervejaria. Seu pai, Saul Brandalise Júnior, ex-controlador da Perdigão, comprou 60% da cervejaria e deixou o negócio nas mãos de seus dois filhos - Saul Neto e Jean Paul. No ano passado a cervejaria fechou uma parceria com o apresentador Ratinho que, em troca de merchandising em seu programa de televisão e de aparição em campanhas de publicidade, tem participação na marca e nas vendas. A preocupação atual da cervejaria é a Donna´s, que está sendo enviada aos 150 distribuidores da cervejaria. Segundo Saul Neto, o interesse em criar uma bebida para as mulheres, com sabor mais suave, surgiu há três anos. O desenvolvimento do produto começou há um ano e incluiu pesquisas em outros países, eventos de degustação e criação de embalagem. Avesso a falar em números, Saul Neto não diz quando planeja vender do novo produto. Informa apenas que o volume total será cerca de 20% maior em 2004 em relação ao ano passado. Além da Colônia, sua principal marca, a empresa tem uma marca de exportação, a Sambadoro.

Fonte: Valor Econômico - Empresas & Tecnologia - Outubro/2004

guia fornecedores