Acessar Registrar

Acesse sua conta de usuário

Nome de usuário *
Senha *
Lembrar de mim

Criar uma conta

Todos os campos marcados com asterisco (*) são obrigatórios.
Nome *
Nome de usuário *
Senha *
Verificar senha *
Email *
Verifar email *
Captcha *

Encontro Cerveja Artesanal Brasil e1539818655204

Organizadora do Encontro Cerveja Artesanal Brasil, que começa na sexta, Lisa Torrano garante: Temos independência total de grandes grupos

O tradicional Encontro Cerveja Artesanal São Paulo chegou à sétima edição com uma nova roupagem: deixou o foco estadual para se transformar no Encontro Cerveja Artesanal Brasil. Sua principal característica, entretanto, seguirá inalterada. Depois de ajudar na consolidação da cena cervejeira paulista, o festival se manterá fiel ao pequeno produtor.

“É o único evento realmente livre e que tem um único compromisso: proteger o pequeno produtor de cervejas artesanais”, conta Lisa Torrano, uma das organizadoras do evento, em entrevista ao Guia da Cerveja.

Com essa missão de ser uma ponte entre o consumidor e as pequenas cervejarias, segundo Lisa, o festival ampliou o escopo para auxiliar artesanais de outros estados. “Hoje em dia já temos a necessidade e responsabilidade de atingir outros estados, tanto para informar o público local, quanto para suportar o crescimento do mercado.”

O encontro ocorrerá neste sábado, das 16h às 22h, no Centro de Eventos São Luís, na Rua Luís Coelho, 323, em São Paulo. E, segundo antecipa Lisa, o cervejeiro pode ir se preparado para novidades: as 25 marcas levarão ao menos um lançamento (clique aqui para comprar seu ingresso).

Confira, a seguir, a entrevista completa com Lisa Torrano, organizadora do Encontro Cerveja Artesanal Brasil.

Qual foi a importância do Encontro Cerveja Artesanal no desenvolvimento do mercado da artesanal paulista?
Creio que fomos e somos uma ponte de ligação entre o público consumidor e as pequenas cervejarias. Desde o início exploramos o mercado atraindo e educando um público que não tinha acesso a tanta informação e também demos exposição a cervejarias que muitas vezes só precisavam de um empurrãozinho para deslanchar no mercado.

Como foi essa passagem do foco de São Paulo para o Brasil?
Quando começamos o objetivo era desenvolver o mercado super localizado do estado de São Paulo, mas hoje em dia já temos a necessidade e a responsabilidade de atingir outros estados, tanto para informar o público local, quanto para suportar o crescimento do mercado que não pode ficar restrito apenas a São Paulo. O evento ainda não completou sua transição, em breve teremos mais novidades!

Além da questão da nacionalização, quais as principais diferenças da atual edição em relação às demais?
Estamos muito focados em trazer lançamentos para o evento, assim como teremos a união da área gastronômica, planejada por Lisa Torrano. Só assim conseguiremos ter um ciclo gastronômico completo com boa cerveja e boa comida.

Quais os principais lançamentos programados? 
Seria injusto citar apenas alguns nomes, todas as cervejarias levarão lançamentos, algumas delas mais do que um.

De maneira geral, qual a principal característica do Encontro Cerveja Artesanal Brasil?
Independência total de grandes grupos. E, tendo isso em mente, é o único evento realmente livre e que tem um único compromisso: proteger o pequeno produtor de cervejas artesanais.

Encontro Cerveja Artesanal Brasil e1539818655204

Fonte: Guia da Cerveja – 18/10/2018

guia fornecedores