Acessar Registrar

Acesse sua conta de usuário

Nome de usuário *
Senha *
Lembrar de mim

Criar uma conta

Todos os campos marcados com asterisco (*) são obrigatórios.
Nome *
Nome de usuário *
Senha *
Verificar senha *
Email *
Verifar email *
Captcha *

Province Brands of Canada recebeu cerca de 233 mil dólares do governo de Ontario para criar bebida "altamente intoxicante" que seja mais segura que o álcool

maconha

Maconha: aposta é que bebidas à base de cannabis vão se tornar a forma mais popular de consumir a droga psicoativa quando o uso recreativo de maconha for legalizado no Canadá (Blair Gable/Reuters)

Uma “start-up” de cannabis se associou a uma universidade canadense para produzir o que afirma que será a primeira cerveja feita com maconha – com apoio financeiro do governo.

Com sede em Toronto, a Province Brands of Canada recebeu cerca de 233 mil dólares do governo de Ontario para criar uma bebida “altamente intoxicante” que seja mais segura que o álcool.

Para isso, a empresa com três anos de vida está se associando a outras, como a maior produtora de maconha do Canadá Canopy Growth.

A aposta é que bebidas à base de cannabis vão se tornar a forma mais popular de consumir a droga psicoativa quando o uso recreativo de maconha for legalizado no Canadá ainda neste ano.

O CEO Dooma Wendschuh disse à AFP que a proporção de fumantes continua a cair e que fumar maconha cria alguns dos mesmos efeitos tóxicos do cigarro.

Isso levou consumidores mais preocupados com a saúde a buscarem alternativas, como vaporizadores e alimentos. Contudo, essas atividades não são tão sociáveis, segundo ele.

“Ninguém se encontra depois do trabalhado para dividir um prato de balas (de maconha)”, disse Wendschuh.

“Então, estamos tentando adaptar (nosso produto) a comportamentos sociais existentes, como beber e conversar”.

Criar a fórmula da cerveja foi um desafio, segundo o CEO. “Consultamos diversos mestres cervejeiros no começo e eles só riram da nossa ideia de fazer cerveja a partir de plantas de maconha”.

Fonte: Exame – 04/05/2018

guia fornecedores