Acessar Registrar

Acesse sua conta de usuário

Nome de usuário *
Senha *
Lembrar de mim

Criar uma conta

Todos os campos marcados com asterisco (*) são obrigatórios.
Nome *
Nome de usuário *
Senha *
Verificar senha *
Email *
Verifar email *
Captcha *

Saiba a diferença entre a cerveja artesanal e a industrializada

Que a cerveja é uma das bebidas mais queridas entre os brasileiros, disso ninguém duvida. Acredita-se, inclusive, que ela é consumida desde a antiguidade e não só por prazer, mas também com finalidades cosméticas e medicinais. Pensando por esse lado, você conhece os benefícios que a cerveja pode trazer para a sua saúde?

Por ser uma bebida diurética, ela faz bem para os rins. Segundo estudos feitos por cientistas finlandeses (2016), degustar uma cerveja por dia reduz em 40% os riscos de ter pedras nos rins. Ela também é uma bebida nutritiva; além de ser fonte de energia devido ao teor de carboidratos, os componentes da bebida, em seu estado puro – malte, cevada e lúpulo – são fontes de vitaminas com complexo B e sais minerais, como fósforo e magnésio. Existem mais de 100 estudos apontando que o consumo moderado de cerveja diminui de 25% a 40% o risco de morte por doença cardiovascular e ataque cardíaco, isso porque seus cereais possuem flavonoides, antioxidante naturais que protegem o sistema cardiovascular.

Apesar dos benefícios estarem nos componentes da bebida, também existe uma diferença entre a cerveja artesanal e a industrializada. Além de possuir ingredientes de alta qualidade em sua fabricação, as crafts beers, não contém acidulantes, conservantes, estabilizantes, antioxidantes e outros aditivos que estão presentes na industrial. Outro ponto a ser observado é que as cervejas que contêm altos níveis de malte de cevada e lúpulo são as mais ricas em silício, ou seja, as artesanais.

imagem release 1262586

Na hora de beber cerveja opte pela artesanal 

“A grande perda das cervejas produzidas em grande escala está nos adjuntos. Muitas vezes eles são usados em proporção excessiva, apenas para diminuir custos e sem preocupação com a qualidade, que está diretamente relacionada à saúde do consumidor final. Também existe uma pressa desesperada na linha de produção, visando ao aumento de lucros, o que leva a colocar em uma semana no mercado cervejas que precisariam ficar 30 dias ou mais fermentando e maturando”, explica Rodrigo Fernandes, CEO da My Growler.

Esses pontos também foram motivos para o aumento a busca pelas cervejas gourmet em todo país. Apesar da menor quantidade, os consumidores optam pela maior qualidade, liberdade de escolha e personalidade do líquido aos produtos de macro corporação. Os growlers são os utensílios cervejeiros ideais para quem está adepto a essa nova maneira de consumo. Com eles você pode ter em casa litros de sua cerveja artesanal preferida para consumir onde e com quem desejar.

Ele nada mais é do que um garrafão retornável próprio para chope, que consegue conservar a bebida por até 30 dias, mas, depois de aberto, o líquido deve ser consumido em até 24 horas. Muito popular nos Estados Unidos, ele funciona assim: você vai até uma Growler Station (https://www.mygrowler.club/rede), enche com o chope que quiser direto do barril, tampa e leva para casa. Você pode adquirir o seu no site da My Growler (https://www.shop.mygrowler.com.br/) que, além de oferecer growler em diversos tamanhos, também dá a opção para você personalizar do seu jeito!

imagem release 1262586

A My Growler oferece 3 tamanhos diferentes para você consumir sua cerveja favorita onde, quando e com quem quiser 

Consumir cerveja em growler, além de sustentável, ainda é mais econômico porque não são utilizadas embalagens descartáveis como latas, garrafas, tampinhas, rótulos e tudo mais necessário para que a garrafa industrial chega até a prateleira do supermercado como processos industriais de envase e pasteurização e logística. Assim, são menos materiais poluindo o planeta. Essa perspectiva para o futuro tem incentivado muita gente a encher seus growlers. E aí, quando bate a vontade de tomar aquela cerveja gelada ele está ali do seu lado. Cheinho.

Fonte: A Fonte Comunica - 19/04/2018

guia fornecedores