Acessar Registrar

Acesse sua conta de usuário

Nome de usuário *
Senha *
Lembrar de mim

Criar uma conta

Todos os campos marcados com asterisco (*) são obrigatórios.
Nome *
Nome de usuário *
Senha *
Verificar senha *
Email *
Verifar email *
Captcha *

germania1

Wadi Georges (diretor geral) e Sandro Abreu (diretor de marketing) durante o primeiro tour cervejeiro (Crédito: DT)

Apreciadores de cerveja, interessados em história, iniciados da cultura gastronômica e público em geral que só quer se divertir agora podem conhecer a arte da produção de uma das bebidas mais apreciadas do mundo. A Cervejaria Germânia dá início a partir do dia 24 de março a visitas guiadas em sua fábrica, em Vinhedo, a 80 quilômetros de São Paulo.

O DIÁRIO participou no último sábado (17), da inauguração do tour guiado ao mesmo tempo do lançamento das cervejas Weiss e IPA (India Pale Ale), duas novas apostas da empresa cervejeira que tem em seu portfólio de produtos mais de 20 rótulos de cerveja e chopp.

“Estamos muito atentos ao perfil e ao histórico do consumidor de cerveja brasileiro. Ele tem ficado mais exigente. Por isso acreditamos na produção artesanal, embora estamos apostando em uma forte expansão nos próximos anos”, afirmou Wadi Nussallah, diretor geral do grupo.

germania1

O mestre cervejeiro Arnaldo Ribeiro falou da evolução histórica da cerveja

Posição incômoda

A empresa genuinamente paulista, produz desde 1991 chopp e cerveja para o mercado regional. Agora, segundo seus diretores, pretende alcançar o mercado nacional. “Chegamos a uma posição incômoda de maior micro cervejaria do Brasil. Ou encolhíamos ou partíamos para o ataque. Resolvemos partir para o ataque”, disse Wadi ao DIÁRIO. Atualmente a cervejaria possui 32 tanques (de 60 a 350 mil litros) e já adquiriu mais 10 tanques de 350 mil litros.

“Produzimos atualmente de 700 mil a 1 milhão de litros de chopp por mês. Até 2022 a Germânia será a maior produtora de chopp do Brasil”, arrisca Joaquim Otávio, um dos guias responsáveis pelo tour na fábrica e funcionário da Germânia há 14 anos.

germania1

O guia Joaquim Otávio apresenta a um turista os detalhes do chopp extraído diretamente de um dos tanques

Aula

O tour gastronômico tem como ponto inicial uma aula sobre a cultura cervejeira. “Talento gastronômico todos têm, mas é preciso desenvolvê-lo”, afirma o mestre cervejeiro Arnaldo Ribeiro, que fala, entre outras coisas, da evolução histórica da cerveja, das grandes escolas alemãs e inglesas, das diferenças entre cerveja e chopp e da tecnologia de ponta que a Germânia introduziu no país que a distingue de outras: “Chegamos a um ponto de qualidade que nossas especificações técnicas já estão aptas a competir em qualquer lugar do mundo, inclusive já se equiparam às cervejas premiadas europeias”, afirma Ribeiro ao DT.

germania1

Deise Remus, uma das convidadas para o primeiro tour da Germânia, tirando o chopp diretamente do tanque

Cervejas Weiss e IPA

Arnaldo também falou dos produtos da Germânia, em especial do lançamento das novas cervejas Weiss e IPA (India Pale Ale): “A Weiss é uma cerveja elaborada com malte de trigo selecionados, malte de cevada, lúpulo e levedura. É um exemplo típico de cerveja alemã”, afirmou. “Já a IPA tem uma garrafa ao estilo retro, e isso já impacta de imediato. Tem uma intensidade maior de lúpulo, com um amargor mais acentuado e uma espuma mais cremosa. Tem uma graduação alcoólica de 6%, explicou o mestre cervejeiro que viveu seis anos em Munique estudando exatamente um tipo de bebida muito peculiar por lá: a cerveja.

germania1

Primeiro grupo de visitantes à frente de alguns dos tanques de chopp e cerveja Germânia (Crédito: Paulo Atzingen/DIÁRIO DO TURISMO)

Visitas

A visita, somente aos sábados, precisa ser agendada previamente pelo telefone (19) 99720-2629 ou pelo e-mail – Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.. Custa R$ 30 por pessoa, o que dá direito ao copo com a logo da cervejaria Germânia.

Maiores informações: www.cervejariagermania.com.br

Fonte: Diário do Turismo – 19/03/2018

guia fornecedores