Acessar Registrar

Acesse sua conta de usuário

Nome de usuário *
Senha *
Lembrar de mim

Criar uma conta

Todos os campos marcados com asterisco (*) são obrigatórios.
Nome *
Nome de usuário *
Senha *
Verificar senha *
Email *
Verifar email *
Captcha *

O gigante das bebidas Carlsberg lançou a sua primeira cervejaria com emissões de zero carbono, como parte da promessa global da empresa dinamarquesa de alcançar o status de carbono neutro até 2030.

carlsberg cervesia 29 11

A cervejaria Sverige da Carlsberg em Falkenberg se beneficia da boa funcionalidade da infraestrutura e disponibilidade de biogás da rede sueca.

A cervejaria Sverige da Carlsberg na Suécia agora opera completamente com biogás e eletricidade verde.

O biogás das próprias águas residuais (efluentes) da cervejaria gera 26% da energia térmica da cervejaria. Os 74% restantes, que há muitos anos foram de gás natural, agora foram convertidos em biogás graças a uma parceria com o fornecedor de energia Ørsted AB.

O Diretor de Sustentabilidade da Carlsberg, Simon Boas Hoffmeyer, disse: "A mudança climática é talvez a questão mais importante para a nossa sociedade hoje, tanto para cidadãos, governos e empresas em todo o mundo, e estamos muito satisfeitos com o desenvolvimento positivo na Carlsberg Sverige.

"Isso ressalta a nossa vontade de contribuir para combater as mudanças climáticas, ao mesmo tempo em que os governos estão se concentrando em escalar e acelerar o impacto na COP23 em Bonn - Alemanha, nessas semanas".

Fabricando cerveja para amanhã

Hoffmeyer disse que a Carlsberg continuará a perseguir os seus ousados objetivos de redução de emissões. A Carlsberg é uma das únicas três grandes empresas a ter estabelecido e aprovado um objetivo científico para alcançar uma meta de 1.5C em conformidade com o Acordo de Paris.

Para alcançar esse objetivo, a Carlsberg prometeu fornecer energia 100% renovável e eliminar o carvão como fonte de energia até 2022. Atualmente, 45% da eletricidade é gerada no local e de fontes renováveis.

Como parte de sua estratégia climática, a Carlsberg está trabalhando ao lado do Carbon Trust, cujo diretor executivo, Tom Delay, expressou satisfação pela velocidade da transição da cervejaria para um modelo de negócios com baixa emissão de carbono.

"Nosso trabalho com a Carlsberg explorou a gama de opções que eles precisarão adotar nos próximos anos para evoluir para uma cervejaria de carbono zero", disse Delay. "Isso incluirá a adoção de tecnologias inovadoras de eficiência energética, eletricidade renovável e calor próprios, bem como o abastecimento de energia renovável, como o biogás.

"Ver esta primeira cervejaria da Carlsberg efetuando essa transição tão cedo é muito encorajador e deve ser visto como uma demonstração de como as indústrias podem adotar novas tecnologias para atenuar as mudanças climáticas".

Dois meses após a decisão de buscar cervejarias de carbono zero, a Carlsberg construiu um Bar de Moinho de Vento ("Windmill Bar") de carbono zero, que aproveita o vento e uma bicicleta de exercícios para reduzir as emissões.

A Carlsberg estabeleceu uma meta para alcançar a acreditação Cradle-to-Cradle (C2C) – “do Berço ao Berço” -  para três produtos. O C2C só é concedido quando os produtos se encaixam em ciclos biológicos e técnicos que não produzem fluxos de resíduos, e a cervejeira dinamarquesa conseguiu duas certificações para as latas Somersby e Carlsberg em 2015 e a garrafa Kronenbourg 1664 em 2016.

A cervejaria neutra em carbono da Heineken

A Carlsberg seguiu os passos de sua concorrente Heineken, que revelou a primeira grande cervejaria de carbono neutro do mundo. Veja o vídeo dos bastidores da viagem do diretor de conteúdo da Edie, Luke Nicholls, para a cervejaria, no alto das montanhas austríacas.

https://www.youtube.com/watch?time_continue=30&v=BTetayW7eU4
 
Fonte: Andreas Benischek - LinkedIn / Edie Newsroom - 24/11/2017
Traduzido por Matthias R. Reinold

guia fornecedores