Acessar Registrar

Acesse sua conta de usuário

Nome de usuário *
Senha *
Lembrar de mim

Criar uma conta

Todos os campos marcados com asterisco (*) são obrigatórios.
Nome *
Nome de usuário *
Senha *
Verificar senha *
Email *
Verifar email *
Captcha *

Depois de um ano em queda, as vendas de cerveja da AmBev voltaram a subir em julho. O diretor-geral da empresa, Carlos Brito, afirmou que o crescimento foi de 6% no mês passado, o primeiro desde junho de 2003. "O desempenho deve ser repetido em agosto", disse ontem, em teleconferência com analistas. A AmBev vinha sofrendo com a retração nas vendas por causa da falta de disponibilidade de renda da população e das baixas temperaturas dos últimos meses. Além disso, a companhia perdeu participação com o acirramento da concorrência, sobretudo após a campanha de lançamento da Nova Schin. No segundo trimestre do ano, as vendas de cerveja recuaram 7,3%. A melhora dos últimos meses é atribuída à retomada da economia. "O desempenho de julho é uma prova da recuperação interna", afirmou. "Também temos de acreditar que as temperaturas irão melhorar daqui para frente." A participação da AmBev no mercado de cervejas chegou a cair para 62,6% em novembro do ano passado.

Segundo dados da ACNielsen, subiu para 66,4% em julho - ainda assim abaixo dos 70% na época da união entre Brahma e Antarctica, em 1999. Para recuperar mercado, a AmBev teve de elevar os gastos com marketing. O diretor financeiro da companhia, Felipe Dutra, afirmou que as despesas com vendas terão alta entre 20% e 25% neste ano.

Fonte: O Estado de São Paulo - Economia

guia fornecedores