Acessar Registrar

Acesse sua conta de usuário

Nome de usuário *
Senha *
Lembrar de mim

Criar uma conta

Todos os campos marcados com asterisco (*) são obrigatórios.
Nome *
Nome de usuário *
Senha *
Verificar senha *
Email *
Verifar email *
Captcha *

A AmBev, maior fabricante de bebidas do Brasil e quinta maior cervejaria do mundo, teve um lucro líquido de R$ 265 milhões no segundo trimestre deste ano. Esse resultado é 106,3% maior que o registrado no mesmo trimestre do ano passado, mas está abaixo das projeções traçadas por analistas consultados pela Thomson Financial Brasil, que estimavam lucro de R$ 301 milhões. Os maiores ganhos foram obtidos com o aumento da rentabilidade, já que a receita líquida somou R$ 2,182 bilhões, crescimento modesto de 16,8% - havia sido de R$ 1,8 bilhão em 2003.

Além disso, o maior crescimento aconteceu com as operações da AmBev no exterior - a empresa está presente em quase todos os países da América do Sul. A receita líquida dentro do Brasil cresceu apenas 6,4% no período, para R$ 1,67 bilhão.

O diretor-geral da AmBev, Carlos Brito, acredita que nos próximos meses a recuperação econômica brasileira ajude a elevar as vendas da empresa no mercado doméstico. "Esperamos que o crescimento da atividade produtiva e a redução do desemprego no país resultem em um aumento efetivo da massa de renda disponível, incentivando a demanda por bens de consumo", disse o executivo no balanço divulgado pela AmBev. Após perder mercado para a Nova Schin no início do ano, a empresa também afirmou que voltou a ganhar espaço sobre a concorrência no segundo trimestre. De acordo com o balanço divulgado, que cita pesquisa ACNielsen, a participação da AmBev no mercado brasileiro cresceu de 65% em março para 66,3%.

Fonte: Folha Online

guia fornecedores