Acessar Registrar

Acesse sua conta de usuário

Nome de usuário *
Senha *
Lembrar de mim

Criar uma conta

Todos os campos marcados com asterisco (*) são obrigatórios.
Nome *
Nome de usuário *
Senha *
Verificar senha *
Email *
Verifar email *
Captcha *

O primeiro barril de cerveja produzido em PET da América Latina, o BeerKeg, está entrando no mercado internacional. Desde o início deste ano, países como Estados Unidos e Argentina recebem cervejas brasileiras exportadas no barril feito de PET, fabricado em Araucária, Região Metropolitana de Curitiba.

58df06e6 79d5 4860 8e26 9cb227d1973c

Foto: DINO

A produção para exportação já está programada para os próximos oito meses. Ao todo, cerca de 150 cervejarias no Brasil e exterior compram o Beerkeg para armazenar e transportar cerveja.

"Já estamos em negociação com outros países para ampliar a exportação do produto", conta o diretor executivo da Beerkeg, Renato Araujo.

INVESTIMENTOS - A marca Beerkeg recebeu investimentos que ultrapassam R$ 8,7 milhões. O potencial de crescimento da empresa acompanha o do mercado cervejeiro, com perspectiva de aumento de 30% ao ano. A fábrica possui capacidade para produzir 2,1 mil barris por dia. A produção é 100% enclausurada, com controle de partículas para classe 100 mil partículas por FT3 (pé cúbico) e três sistemas de filtragens para evitar qualquer tipo de contaminação. 
"O principal vilão na produção e no envase da cerveja é a contaminação. Por isso, investimos pesado em tecnologia para garantir este controle e para atender os requisitos sanitários", explicou Renato Araújo. 

COMPETITIVIDADE - A entrada e a aceitação do Beerkeg no mercado internacional se deve a alguns fatores decisivos para os fabricantes de cervejas, especialmente, a redução nos custos. 
"Se comparado aos tradicionais barris de inox que custam em média R$ 700, o BeerKeg gera economias significativas para as cervejarias que trabalham com exportação e envio para longas distâncias", explica o diretor administrativo e financeiro da Beerkeg, Eduardo de Liz Martins. 
Isso porque o BeerKeg permite que cervejarias tenham uma logística diferenciada para exportação, atendendo cidades e países onde antes não era possível chegar, devido ao alto custo logístico de retorno do barril de inox. "Além disso, o Beerkeg é um produto que elimina os gastos com depreciação, estoque, sanitização, perdas de barris e outros", completa Eduardo. 
Com capacidade para armazenar 30 litros de chopp, o BeerKeg não altera o sabor do produto, possui caixa que protege o barril durante o transporte e manuseio, alça fixa exclusiva para ser transportado cheio e pesa apenas 640 gramas, ou seja, é 13 quilos mais leve do que o tradicional barril de inox. A caixa de papelão onda dupla que acompanha o Beerkeg também foi elaborada com base nas demandas do mercado. 
"Sentimos a necessidade de proteger o barril e 100% dos Beerkegs são enviados aos clientes na embalagem de papelão e sem custo adicional, o que é uma prática comum no mercado", reforça Eduardo. 
Outra vantagem do Beerkeg é que ele garante as características da cerveja por até um ano após o envase. 

RESULTADOS NO MERCADO - A Way Beer, cerveja fabricada em Pinhais, no Paraná, está utilizando o Beerkeg para exportar chope para os Estados Unidos. 
O sócio-proprietário da Way Beer, Alessandro Oliveira, relata que exportar no Beerkeg reduziu em 40% os custos da empresa neste processo. 
"O uso deste tipo de embalagem descartável, viabiliza a venda de chope em barril, já que eliminamos o frete de retorno do barril de inox que prevê a logística reversa da embalagem", compara Alessandro Oliveira, proprietário da Way Beer. 
Há seis anos no mercado de cervejas, o empresário lembra que antes do lançamento do Beerkeg, ele chegou a importar um barril descartável produzido na Alemanha para enviar chope aos Estados Unidos. 
"Com o Beerkeg conseguimos reduzir muito nossos custos", reforça Alessandro que, em 2018 pretende ampliar a exportação da Way Beer para a Europa. 

NOVOS PRODUTOS - Seguindo a tendência do mercado Europeu Beer-to-go (cerveja para levar), consolidada em vários países da Europa e Estados Unidos, a Beerkeg acaba de lançar o exclusivo growler descartável produzido em PET. Com capacidade para dois litros, o growler também foi desenvolvido como uma alternativa de menor custo. 
"Estamos possibilitando aos clientes o acesso a um produto descartável e que permite o consumo da cerveja artesanal, assim como o transporte, em qualquer lugar. Além disso, com o growler descartável, o custo da cerveja fica menor pelo fato de não possuir envase e rotulagem no preço final", conta Renato. 
Os Growlers da BeerKeg surgem no mercado como a alternativa mais prática e econômica para os consumidores de cervejarias artesanais. A marca conta ainda com growlers de Inox que não quebram, diferentemente, dos growlers feitos de vidro e cerâmica. 

Este é um conteúdo comercial divulgado pela empresa Dino e não é de responsabilidade do Terra

Fonte: Terra – 12/04/2017

guia fornecedores