Acessar Registrar

Acesse sua conta de usuário

Nome de usuário *
Senha *
Lembrar de mim

Criar uma conta

Todos os campos marcados com asterisco (*) são obrigatórios.
Nome *
Nome de usuário *
Senha *
Verificar senha *
Email *
Verifar email *
Captcha *

Se alguém tinha alguma dúvida do crescimento do mercado das cervejas artesanais nos EUA, esse gráfico do "Wall Street Journal" confirma a tendência dos últimos anos – e ainda demonstra a derrocada de um ícone cervejeiro.

Novembro2014 Mercado CervejaArtesanalEUA

É isso mesmo que você viu! O ano de 2013 marcou o ponto em que a Budweiser foi suplantada pela produção das craft breweries. O gráfico é bem simples de entender: enquanto que a produção da Bud vem em declínio desde 2003, a produção de cervejas artesanais nos Estados Unidos vem crescendo e, desde o ano passado, já é maior que a da menina dos olhos da AB-InBev e quarta maior marca de cerveja do mundo. Para se ter uma ideia da diminuição da produção, em 1988, eram produzidos 50 milhões de barris de Budweiser. Já em 2013, foram apenas 16 milhões.

Além da queda, outros números são ainda mais alarmantes para a Bud. De acordo com com pesquisa interna da AB-InBev, 44% dos jovens americanos entre 21 e 27 anos, nunca experimentou a marca. Algo inimaginável nos anos 90, quando a Bud era a cerveja favorita dessa faixa etária.

No entanto, a sua marca-irmã Bud Light continua crescendo, principalmente pelo apelo das cervejas light, populares entre os consumidores preocupados com a boa forma. Em outras palavras, a Bud estacionou no "limbo" de mercado, em que ela não representa a qualidade e o orgulho local das craft beers, nem a alternativa saudável entre as cervejas, fatores que são importantes na decisão de consumo dos millenials.

Esses dados só reforçam o sentimento da guinada da AB-InBev em direção ao mercado artesanal.

Fonte: Bebendo Bem | Por Fabian Ponzi – 25/11/2014

guia fornecedores