Acessar Registrar

Acesse sua conta de usuário

Nome de usuário *
Senha *
Lembrar de mim

Criar uma conta

Todos os campos marcados com asterisco (*) são obrigatórios.
Nome *
Nome de usuário *
Senha *
Verificar senha *
Email *
Verifar email *
Captcha *

Apesar das incertezas econômicas e da forte concorrência, o Grupo Krones teve um bom desempenho em seus negócios nos três primeiros trimestres de 2016. O volume de vendas da companhia cresceu 4,8% em relação ao mesmo período de 2015, atingindo 2,38 bilhões de euros. Do ponto de vista regional, esta receita se desenvolveu melhor na China, no Oriente Médio/África e na Europa Central e Oriental.

A entrada de novos pedidos aumentou 6,1% de janeiro a setembro deste ano, alcançando 2,45 bilhões de euros. A Krones também melhorou seus resultados antes dos impostos (EBT), que tiveram expansão de 4,8%, com uma cifra de 163,6 milhões de euros, apesar de os preços no mercado terem se mantido praticamente inalterados.

Os resultados positivos da Krones foram conquistados por causa do programa estratégico Value da companhia e de recentes medidas de austeridade econômica. Assim, a Krones pôde se expandir com solidez e praticamente confirmar suas metas financeiras para o ano de 2016. A companhia está confiante de que conseguirá atingir um crescimento da receita consolidada de 3% e uma margem EBT de 7% este ano, mesmo com muitas incertezas econômicas e políticas.

Para manter a sua expansão nos próximos anos, a Krones estabeleceu uma nova meta de médio prazo, chamada de 8/8/20. Até 2020, a Krones pretende aumentar a receita anual em 7%, melhorar a margem EBT para 8% e elevar o ROCE (retorno sobre o capital empregado) em até 20%.

Para crescer 7% a cada ano, a Krones espera elevar as cotas de mercado em regiões onde o consumo de bebidas está aumentando mais rapidamente do que a média. A crescente diversidade de produtos e embalagens é outro fator de expansão. As aquisições e a expansão da própria gama de produtos da empresa também contribuirão em grande parte para o crescimento previsto.

Fonte: Krones 176 - 16/11/2016

guia fornecedores