Entrar Registrar

Acesse sua conta de usuário

Nome de usuário *
Senha *
Lembrar de mim

Criar uma conta

Todos os campos marcados com asterisco (*) são obrigatórios.
Nome *
Nome de usuário *
Senha *
Verificar senha *
Email *
Verifar email *
Captcha *

dok e1543489328499

Amigos de infância, Nuberto Hopfgartner e Fernando Evans fundaram a Doktor Bräu, cervejaria que cria receitas baseadas no universo médico

O lema de que cerveja faz bem à saúde sempre foi obstinadamente defendido – nem sempre com a precisão desejada – pelos cervejeiros mais convictos. No Brasil, contudo, o mote tem um argumento de peso: a Doktor Bräu Cervejas Especiais, tradicional marca mineira que une os universos etílicos e medicinais.

Fundada em 2015, a Doktor Bräu pertence a dois amigos de infância, o cirurgião plástico Nuberto Hopfgartner e o farmacêutico Fernando Evans. E, como não poderia deixar de ser, os sócios levaram sua expertise ao universo cervejeiro. O resultado, segundo eles, é uma marca que preza acima de tudo pelo cliente – e pela busca de excelência e criatividade na concepção dos rótulos.

“Minha experiência como médico ajudou muito na expertise de como valorizar e cuidar do cliente. O respeito ao cliente é algo sagrado na medicina. A busca por excelência e atualização na respectiva área de conhecimento também”, explica Nuberto Hopfgartner ao Guia da Cerveja.

O médico é o responsável pelas áreas comercial, de produção e de criação das receitas – Fernando atua na parte administrativo-financeira – e trabalha diretamente nas pesquisas dos novos rótulos. E, de fato, desde o surgimento, a Doktor Bräu aposta em bebidas inovadoras e criativas, o que tem ligação direta com sua faceta medicinal.

“A inspiração vem de pesquisas contínuas pelo universo cervejeiro, acompanhamento das tendências mundiais, além de conhecimento de química e do paladar do brasileiro”, diz o cirurgião plástico, antes de arrematar.

“Transferimos todo o cuidado, carinho, precisão e necessidade de conhecimento para o mundo empresarial. Assim, nós colocamos, sem dúvida, o nosso cliente em primeiro lugar.”

Rótulos surrealistas
Mas não é apenas pela inventividade das cervejas que a Doktor Bräu tem se destacado. Além de nomes e receitas divertidamente inspirados na medicina, como Adrenaline, Endorphina e HemorragIPA (leia no fim da matéria), a marca sempre ousou com rótulos psicodélicos.

dok e1543489328499

Rótulos surrealistas de Tami Hopfgartner

Não por acaso. A responsável pelos designes é Tami Hopfgartner, irmã de Nuberto. Hoje com um estúdio na cidade de Vevey, na Suíça, Tami é uma artista multidisciplinar que já teve suas obras expostas em várias cidades europeias, principalmente da Suíça, Inglaterra e Portugal.

Como os cultuados rótulos sugerem, Tami se inspira na escola surrealista e em nomes como o do belga René Magritte, um dos grandes ícones do movimento. A artista, assim, para criar as embalagens da Doktor Bräu, frequentemente desenha sonhos absurdos ou delírios tirados de livros de contos.

“Os rótulos são cuidadosamente elaborados por ela, que prefere ilustrações feitas à mão, máquinas de tatuagem e tinta em grandes murais”, conta Nuberto.

Há cerca de duas semanas, em parceria com a Tribal, a cervejaria apresentou mais uma interessante embalagem: a Braille Brut IPA, que possui o sistema de leitura tátil no seu rótulo, o que lhe dá um caráter especialmente inclusivo.

Origem e expansão
O investimento em rótulos especiais e em receitas inovadoras proporcionou um impressionante crescimento da Doktor Bräu desde a sua fundação. Localizada na divisa entre Congonhal e Pouso Alegre, em Minas Gerais, a cervejaria iniciou com a produção de 2.000 litros mensais em 2015. Quase três anos depois e já com cerca de 500 pontos de venda em SP, MG, PE, PB, CE, RJ, GO, MT, MS, BA, AM, PR e DF, a estimativa é de que ela encerre 2018 com 50.000 l/mês.

E, mais uma vez, segundo o cirurgião plástico, a ligação com a medicina tem impacto direto nesse crescimento de mercado. “Nós, médicos, nunca nos espantamos com o volume gigantesco de trabalho, portanto, suportar a enorme carga de trabalho de uma cervejaria não foi empecilho nenhum para nosso crescimento constante.”

Outro ponto decisivo é a estrutura sólida, com uma fábrica de 3.000 m² de área construída em um terreno de 16.000 m². Inspirado nas cervejarias norte-americanas e em sua concepção de “passeio”, o espaço conta ainda com um “hospício pub” e um estacionamento para 50 carros.

“A intenção é criar um ponto turístico para os apreciadores de cervejas artesanais por meio de uma experiência completa na arte cervejeira – cursos, degustação, harmonização, uma vista relaxante – para que eles saiam da fábrica como fãs da marca: com camisetas, bonés, canecas e copos especiais, cheio de alegria e com histórias para contar”, relata Nuberto.

Mas, tão importante quanto o crescimento, é a origem. E foi exatamente por conta dela – a origem de um de seus fundadores – que a cervejaria nasceu.

Nuberto conta que começou a estudar alemão e a pesquisar sobre a origem de sua família austríaca. Então, em viagens à Europa, descobriu que ela estava ligada a uma antiga tradição de plantadores de lúpulo na região do Tirol. Não bastasse, em alemão, seu sobrenome Hopfgartner significa “jardineiro do lúpulo”.

“Assim, com um precedente desses, não tinha como não juntar duas vontades: ser empresário e resgatar a tradição cervejeira dos Hopfgartners. E, em 2013, durante uma visita à Áustria e à Alemanha, decidi voltar e empreender. Em 2015, após muito estudo sobre produção de cerveja e avaliação do mercado de cervejas, a Doktor Bräu Cervejas Especiais estava aberta.”

Criou-se, assim, para a sorte dos aficionados, um forte argumento de que a cerveja se conecta, sim, com a medicina. Se ela pode curar gripe ou dor de ouvido, é uma outra história. Mas, com seus rótulos surreais, suas receitas criativas, sua origem no mínimo curiosa, não há como negar: a Doktor Bräu é um baita remédio contra o tédio.

dok e1543489328499

Fonte: Guia da Cerveja – 29/11/2018

guia fornecedores