Acessar Registrar

Acesse sua conta de usuário

Nome de usuário *
Senha *
Lembrar de mim

Criar uma conta

Todos os campos marcados com asterisco (*) são obrigatórios.
Nome *
Nome de usuário *
Senha *
Verificar senha *
Email *
Verifar email *
Captcha *

Um dos "ossos do ofício" de degustar cervejas para avaliação é, muitas vezes, ter de comprar sempre rótulos novos ou diferentes – e com aromas, sabores e qualidade desconhecidos. Claro que, sabendo previamente qual o estilo em questão, o fabricante e a validade, por exemplo, as chances de uma surpresa desagradável se reduzem, mas ainda assim ela pode ocorrer.

Tendo muitas "horas de copo" e fazendo avaliações prévias, a tarefa já não é das mais simples. Agora, imagine quem se depara com uma gôndola de supermercado ou de bar repleta de fermentadas diversas ou com um cardápio com dezenas de opções.

Apesar de muitos estabelecimentos se esforçarem para melhorar a informação cervejeira, em geral os clientes ainda se sentem um tanto desamparado. Por isso, resolvi sugerir algumas cervejas que me agradam, são boas representantes do estilo e, de quebra, ainda ficam em um patamar de valor mais acessível – até R$ 15. Alguns podem achar essa cifra elevada para uma cerveja, mas vale lembrar que as opções de vinho nessa faixa, por exemplo, são bastante limitadas.

Bamberg Weizenbier: produzida em Votorantim (SP), esta cerveja de trigo inspirada nas receitas alemãs tem boas notas de banana, cravo e um quê cítrico.
Preço: 7,99 reais (355 ml), no Mambo

Hoegaarden: a witbier belga criada por Pierre Celis ressuscitou o estilo no país europeu. Leva sementes de coentro e cascas de laranja na composição, e os dois elementos deixam boas marcas na composição.
Preço: 13 reais (330 ml), no Empório Alto de Pinheiros

Wäls Bohemian Pils: a cerveja, produzida em Belo Horizonte, já foi eleita a melhor cerveja do Brasil no Campeonato Brasileiro em 2013. Notas de malte (lembram biscoito) e lúpulo herbal.
Preço: 10 reais (300 ml), no Empório Alto de Pinheiros

Brooklyn Lager: a cervejaria nova-iorquina utilizou um estilo classicamente alemão – a Vienna Lager – para dar um toque especial de lúpulos americanos. O resultado é uma combinação interessante de maltes tostados e leve caramelo com notas cítricas e um quê herbal.
Preço: 9,49 reais (355 ml), no Pão de Açúcar

Duvel: uma das cervejas mais famosas da Bélgica, que completa 90 anos em 2014. Boas notas cítricas e condimentadas, final bastante seco e álcool bem escondido, um perigo para os desavisados.
Preço: 14,90 reais (330 ml), no Pão de Açúcar

Dama ESB: a cervejaria de Piracicaba conseguiu produzir uma boa versão do estilo inglês – mais conhecido no Brasil pela Fuller's ESB. Boas notas de frutas vermelhas, caramelo e lúpulo terroso.
Preço: 13 reais (355 ml), no Empório Alto de Pinheiros

Paulaner Salvator: mais conhecida representante do estilo Doppelbock, originário da Alemanha. No aroma é possível perceber notas de banana passa e malte caramelo, além de certa licorosidade. Na boca, é densa, adocicada e com álcool potente, mas não exagerado.
Preço: 9,99 reais (355 ml), no Pão de Açúcar

Amazon Stout com Açaí: produzida em Belém do Pará, foi a cerveja com maior pontuação entre os jurados do Campeonato Brasileiro de Cerveja em 2013. O açaí aparece de forma sutil, e o destaque é para as notas de malte torrado e um quê de café.
Preço: 12 reais (330 ml), no Empório Alto de Pinheiros

Eisenbahn Weizenbock: criada pela Eisenbahn, de Blumenau (SC), foi eleita este ano a melhor cerveja de trigo do mundo pelo campeonato inglês World Beer Awards. Aroma e sabor dominados por notas de banana passa e licorosidade, além de corpo denso. Preço: 9 reais (355 ml), no Mambo

Fonte: Veja Abril | Coluna Bob Fonseca – Cerveja na mesa – 03/10/2014

guia fornecedores