Acessar Registrar

Acesse sua conta de usuário

Nome de usuário *
Senha *
Lembrar de mim

Criar uma conta

Todos os campos marcados com asterisco (*) são obrigatórios.
Nome *
Nome de usuário *
Senha *
Verificar senha *
Email *
Verifar email *
Captcha *

Tiradas na pressão, bebidas de fabricação própria ou trazidas de cervejarias nacionais e estrangeiras destacam-se no cardápio de endereços na cidade de São Paulo

Algumas casas da cidade se diferenciam por servir um chope campeão, na temperatura ideal e com três dedos de cremoso colarinho. Outras têm a vantagem de fabricar sua própria versão da bebida, em estilos variados, ou servir produtos de marca própria. Inagurado no início de 2014, o BrewDog Bar, filial da cervejaria escocesa, serve bons chopes da marca e de outras produtoras artesanais.

O Karavelle Brewpub, nos Jardins, é um brewpub tal qual a Cervejaria Nacional, em Pinheiros. Ou seja, os chopes servidos nesses dois endereços são feitos no próprio local. Fora eles, outros endereços servem bebidas de marcas que fogem da mesmice. Veja o roteiro abaixo:

BrewDog Bar - filial do bar da premiada cervejaria escocesa. Ao ler os vinte nomes de chope enfileirados na lousa, dá vontade de experimentar quase todos. A principal pedida da marca, o punk ipa, é refrescante e tem aroma de maracujá. Mais boas opções: o amarguinho 5 a.m. e o potente hardcore ipa, com 9,2% de álcool. 

Cervejaria Nacional - os chopes servidos na casa são fabricados lá mesmo, no térreo. Mantidos numa
câmara fria depois de prontos, seguem dali direto para as torneiras, nos andares superiores. São eles o pilsen Y-îara, o de trigo Domina, o brown ale Kurupira, o stout Sa'si e o ótimo Mula, do tipo india pale ale e indicado para quem aprecia chopes mais encorpados. Quem quiser provar as cinco variedades pode pedir o sampler, que perfila copinhos de 120 mililitros de cada uma delas. Seja curioso: há sempre novas receitas sazonais disponíveis.
 

Empório Alto dos Pinheiros - possui um balcão com 32 torneiras de chope. Merecem destaque o belga Delirium Tremens e o holandês La Trappe Quadrupel. Dos nacionais, prove o dourado paulista Bamberg Camila Camila, que tem nome inspirado no hit da banda Nenhum de Nós e amargor bem marcante. O bar ganhou na categoria melhor carta de cervejas no último especial "Comer Beber".

Karavelle Brewpub - tanques de fermentação e maturação em aço inox, dispostos pelo salão, logo evidenciam a vocação do lugar: fabricar o próprio chope. Peça a minidegustação com seis versões de chope e comande vários petiscos à mesa. As porções de coxinha de ossobuco, croquete de costela e bolinho de feijão e linguiça são ótimas.A atmosfera com música alta predominantemente eletrônica cria um clima de balada para um público arrumadinho e eclético.

Les 3 Brasseurs - inaugurado em novembro de 2013, o bar fabrica e serve no copo quatro versões de cerveja: blonde (pilsen) , blanche (trigo) , ambrée (red ale) e Itaim (pale ale), disponíveis em recipientes de 300 ml a 1 litro. Mais cremosa, a versão chopp 250 é disponível em copos de 250 ml. Para comer, há petiscos, sanduíches e pratos. O sotaque francês do nome da casa é comprovado em receitas como os mariscos marinados.

The Ale House - inaugurada pelo belga Xavier Depuydt, um dos pioneiros na importação de cervejas no Brasil, a casa com estilo de pub destaca-se pela oferta de chopes trazidos da Bélgica, como o Tripel Karmeliet. Também disponível em garrafa, as cervejas entram até na preparação das sugestões do cardápio. Prove o vlaams stoofvlees, saboroso cozido de carne bovina feito com a versão ale (de alta fermentação).

 

Fonte: Veja São Paulo – Matéria atualizada em 20/03/2014

guia fornecedores