Acessar Registrar

Acesse sua conta de usuário

Nome de usuário *
Senha *
Lembrar de mim

Criar uma conta

Todos os campos marcados com asterisco (*) são obrigatórios.
Nome *
Nome de usuário *
Senha *
Verificar senha *
Email *
Verifar email *
Captcha *

Michael Jackson, famoso crítico de cerveja que ajudou a iniciar o renascimento do interesse pela cerveja e cervejarias em todo o mundo na década de 1970, foi encontrado morto em 30 de agosto, em sua casa em West London. Ele tinha 65 anos de idade. A causa foi um ataque cardíaco, disse Paddy Gunningham, sua companheira. Ela disse que mesmo tendo doença de Parkinson, ele continuou a escrever e viajar, e planejava escrever um livro sobre a doença.

O Sr. Jackson amava especialmente cervejas belgas, muita das quais foram introduzidas a muitos mercados exportadores, incluindo os Estados Unidos, pelos seus livros “The Great Beers of Belgium” e “The World Guide to Beer”.

Ao identificar as cervejas pelos seus aromas e sabores e estilos, e harmonizando-as com determinadas comidas e pratos, ele também deu ímpeto para o movimento de microcervejarias norte-americano.

Sua série de documentários na televisão, “The Beer Hunter,” (O caçador de cerveja), um título que popularizou seu apelido, foi filmada ao redor do mundo e mostrada em 15 países.

O Sr. Jackson foi um crítico de cerveja por mais de 30 anos, escrevendo em jornais, e revistas gastronômicas, ministrando seminários e palestras, e participando de programas de entrevistas. Seus vários livros sobre cerveja e uísques foram publicados em 18 idiomas.

Em seu website o Sr. Jackson reconhecia que o seu nome familiar freqüentemente levava a confusões. “Alô, meu nome é Michael Jackson,” disse ele na semana passada. “Não, não aquele Michael Jackson, mas estou em uma turnê mundial. Minha turnê é a perseguição de cervejas excepcionais. É por isto quer me chamam o Caçador de Cerveja.”

Fonte: The New York Times - Setembro/2007

guia fornecedores