Acessar Registrar

Acesse sua conta de usuário

Nome de usuário *
Senha *
Lembrar de mim

Criar uma conta

Todos os campos marcados com asterisco (*) são obrigatórios.
Nome *
Nome de usuário *
Senha *
Verificar senha *
Email *
Verifar email *
Captcha *

Mas é claro que gosto é algo muito pessoal e cada um tem o seu. Por isso, não tem como dizer qual é a mais saborosa e cada um tende a ser mais adepto a um ou outro grupo. Porém, há algo que pode ser confirmado sem erro: a diferença entre a cerveja artesanal, conhecida também em alguns lugares como ‘cerveja gourmet’ é grande quando em comparação com a cerveja comum, ou melhor, a industrializada. 

E para quem pensa que a diferença entre as duas está unicamente no valor está muito enganado. Na verdade, a cerveja artesanal e a industrial são bem diferentes no que se refere à produção. Vamos conhecer um pouco mais?

Cerveja industrial: A cerveja industrial é a cerveja que costumamos ver nos supermercados e distribuidoras em maior quantidade. Conhecemos uma grande variedade de marcas delas, que inclusive são produzidas em larga escala, para alta distribuição. Isso pode ser explicado por um motivo: a cerveja comum é feita com o intuito de atingir a maior quantia possível de consumidores. 

As receitas de cervejas industriais utilizam cerca de 60% de malte, que é o principal ingrediente desta bebida. Os outros 40% são compostos por outros tipos de cereais para que o seu custo seja diminuído. E é por isso que as cervejas industriais chegam ao consumidor final por um preço mais atrativo, ou seja, mais em conta. 

Cerveja artesanal: Por outro lado, as cervejas artesanais são feitas com um maior cuidado, uma vez que levam em consideração também os variados aromas e gostos de preferência do consumidor. Por isso essa produção deixa de ser massificada, ou melhor, industrializada, e abre espaço também para novos paladares. 

Outra diferença fica por conta dos ingredientes escolhidos para a produção da cerveja, que são mais nobres e selecionados. As cervejas artesanais do Brasil, por exemplo, são na grande maioria dos casos importadas, uma vez que na Europa é onde há o cultivo da matéria prima utilizada na produção deste tipo de cerveja. As cervejas artesanais também são produzidas com base na Lei da Pureza Alemã, criada em 1516. Ela diz que as bebidas não devem ter conservantes, açúcares ou outros componentes em sua produção além da cevada, água e lúpulo. 

Outra característica interessante é ao considerarmos o fato de que as cervejas artesanais são diferenciadas não só em sua essência, ou seja, no processo de produção. Até mesmo a garrafa, o rótulo e outros detalhes também ganham essa atenção diferenciada, já que deve atender a um público mais exigente. 

E é exatamente por conta desses fatores que geralmente as cervejas artesanais são associadas diretamente às experiências gastronômicas mais ricas e complexas. A análise de uma cerveja comum costuma abranger unicamente o gosto da bebida, enquanto a cerveja artesanal passa também por uma análise olfativa e visual.

Website: https://www.facebook.com/beernbrew

Fonte: Dino visibilidade Online, disponível no Portal R7/Economia – 10/12/2015

guia fornecedores