Acessar Registrar

Acesse sua conta de usuário

Nome de usuário *
Senha *
Lembrar de mim

Criar uma conta

Todos os campos marcados com asterisco (*) são obrigatórios.
Nome *
Nome de usuário *
Senha *
Verificar senha *
Email *
Verifar email *
Captcha *

tecnologia varejo cervesia

Uma pesquisa da consultoria Comscore mostra que o varejo eletrônico de alimentos, supermercados e mercearia cresceu 6% em volume de usuários únicos no comparativo entre dezembro de 2019 e 2020. Apesar da audiência desse setor apresentar preferência de consumo via mobile, houve acréscimo de 30% entre usuários de dispositivos desktop neste período. O público feminino representou quase 60% da concentração de usuários, registrando uma afinidade 17 vezes acima da média da internet.

“Diante dos novos desafios encontrados nos últimos meses e da mudança de comportamento dos consumidores, o mercado de venda de comidas e bebidas se reinventou por meio do e-commerce. Além disso, com mais tempo em casa as pessoas também desafiaram-se na cozinha e colocaram seus dotes culinários em ação. Por isso, a busca on-line por serviços delivery de supermercados e restaurantes apresentou altas nas redes; portais ligados a receitas e dicas culinárias também tiveram alta de acesso e bom posicionamento em nossa análise”, comenta Eduardo Carneiro, diretor geral da Comscore.

A análise destaca que a média de consumo de conteúdos on-line da subcategoria de retail teve acréscimo de mais 160% no total de minutos acessados na rede e mais de 128% de minutos consumidos a cada visitante dos portais em relação a 2019. A média de consumo foi de aproximadamente 40 horas de acesso a conteúdos relacionados ao assunto, e 45 minutos de audiência média por internauta.

A subcategoria “lifestyle food”, com sites que fornecem avaliações sobre restaurantes, receitas, dicas de culinária e planos de refeição, também apresentou comportamento similar ao do varejo alimentício, com picos de audiência no início da pandemia da Covid-11 (abril e maio). Em dezembro, com a escalada da segunda onda do vírus, os resultados voltaram a apresentar acréscimo.

Entre os temas que despertam mais interesse, estão: as bebidas alcoólicas, que representam 36 milhões de usuários; a cozinha como opção de vida mais saudável para mais de 30 milhões de pessoas; o delivery como preferência de 36 milhões de indivíduos; e a identificação de 13 milhões de consumidores como aspirantes a chef.

Compras on-line e delivery

Ifood, UberEats e Rappi aparecem como líderes entre os apps de delivery de comida. Ainda assim, novos players que estrearam em 2020 se tornaram destaque nos serviços. Zé Delivery, 99 Food e Cornershop alcançaram respectivamente 3,3 milhões, 2,3 milhões e 1,3 milhões de usuários em dezembro.

A indústria de bebidas alcóolicas garantiu mais de um bilhão de impressões entre janeiro e novembro de 2020 em relação ao inventário de publicidade online para desktop. Em agosto de 2020, cerca de 30% dos consumidores de álcool navegaram em players de e-commerce do segmento. Em relação a sites de compra de vinhos, a alta foi de mais de 150% no volume de usuários. As marcas Evino, Ambev e Diageo compõem 71% do share de publicidade dessa categoria.

Lifestyle food

Entre os sites de receita mais populares, estão: Tudo Gostoso, Receitas.com (Gshow), Receitas Nestlé, Comidinhas Do Chef e Tudo Receitas. O destaque foi para o site Receitas Nestlé, que aumentou seu número de visitas em mais de 60%, seguido pelo Tudo Gostoso, que teve acréscimo de quase 20% entre os visitantes.

A elevação na média de visitas também foi verificada nos sites das marcas Seara (107%), Ajinomoto (57%), Sadia (32%), e Perdigão (8%). A performance da categoria de publicações e sites de receitas também foi impulsionada nas redes sociais, com mais de 84 milhões de interações em todas as redes entre os mais de 59 milhões de usuários.

 

Fonte: New Trade – 23/03/2021

guia fornecedores