Acessar Registrar

Acesse sua conta de usuário

Nome de usuário *
Senha *
Lembrar de mim

Criar uma conta

Todos os campos marcados com asterisco (*) são obrigatórios.
Nome *
Nome de usuário *
Senha *
Verificar senha *
Email *
Verifar email *
Captcha *

inteligencia artificial 10 05

Não há dúvidas de que conhecer melhor o cliente aumenta as vendas e hoje é possível saber o que cada um deles deseja, através do uso da Inteligência Artificial (IA). Em uma pesquisa recente feita pela consultoria americana DuckerFrontier, a pedido da Microsoft, projeções mostraram que a adoção máxima de IA no Brasil poderia aumentar o crescimento anual do Produto Interno Bruto (PIB) até 2030 para algo em torno de 7,1%. Isso se deve ao fato de que o uso de uma ação como a análise preditiva, que baseada nos dados de comportamento dos consumidores prevê o que eles desejam ou precisam comprar em tempo real, consegue aumentar as vendas de forma significativa. Um exemplo bem simples de como esse tipo de análise impacta na relação de consumo online pode ser conseguido com um teste simples. Basta entrar em um site de uma loja ou fazer uma busca no Google de algum produto ou serviço e, não muito depois, é possível perceber o pipocar de sugestões de onde encontrar o que se procura com exemplos de similares mais caros e mais baratos. A cada movimento e reação a esses contatos a IA aprende mais e mais e vai afunilando e focando em produtos aderentes ao comportamento da navegação até capturar a venda. Essa capacidade de "pensamento" da IA vem dos tão falados algoritmos, que são sequencias lógicas de comandos através dos quais os computadores vão, matematicamente, detectando, testando e definindo padrões. Empresas como a Fligoo, fundada na Argentina e que no ano passado montou uma operação no Brasil para somar às já ativas em países como Estados Unidos e Reino Unido, trabalham exclusivamente analisando os dados de cada empresa que se torna cliente. Essa forma individualizada de atuar já os fez desenvolver mais de 4.000 algoritmos diferentes. Bancos, empresas médicas e varejistas estão entre os clientes brasileiros da empresa que mira entrar mais fortemente no mercado europeu a partir desse ano. 

Google fotos com novo editor de videos 

Os assinantes do serviço de armazenamento na nuvem Google One passam a ter novos recursos de edição para vídeos e fotos. No editor de vídeos será possível estabilizar e girar além de cortar o enquadramento, mudar a perspectiva, colocar filtros e ajustar atributos como brilho, contraste, saturação e temperatura. Também será possível transformar as fotos com ajuda de machine learning, o que antes só estava acessível nos smartphones Pixel, do próprio Google. Outros recursos bastante interessantes e que funcionam tanto para fotos recém-tiradas quanto para as mais antigas são o Portrait Blur, que permite desfocar o fundo da imagem e o Portrait Light, que melhora a iluminação nos rostos das pessoas fotografadas. Também estarão disponíveis a sugestão Dinâmica, que melhora o brilho e o contraste em toda a imagem, quando necessário. As ferramentas disponíveis para Google Fotos começam disponíveis para iOS mas serão também lançadas para a maioria dos usuários de Android com aparelhos com no mínimo 3GB de memória RAM e com versões Android 8.0 ou posteriores. 

Jogando para pagar as contas 

A empresa americana Play2Pay desembarca no Brasil em uma parceria com a operadora de telefonia móvel TIM. A Play2Pay oferece jogos, vídeos e desafios para que os clientes interajam e, por essas interações, os usuários ganham créditos que podem ser usados em pagamentos ou, como no caso da TIM que primeiramente oferecerá acesso aos games para clientes com celulares pré-pagos, os clientes receberão bônus de internet e recargas. O pulo do gato do negócio é que durante as interações as pessoas recebem publicidade. O Head de Estratégia e Transformação da TIM Brasil, Renato Ciuchini, destaca que o objetivo da TIM é investir em iniciativas que vão além da publicidade e que gerem benefícios para todo ecossistema envolvido, respeitando rígidos critérios de segurança, privacidade e proteção de dados, e arremata: "O consumidor está interessado em receber publicidade em troca de benefícios adicionais, como bônus de internet e recargas. E, ao conciliarmos este interesse com uma plataforma dinâmica, estamos entregando ao cliente uma nova experiência de interação com a marca”. O serviço fica disponível no segundo trimestre desse ano. 

 

Fonte: Correio 24 horas - 18/02/2021

guia fornecedores