Acessar Registrar

Acesse sua conta de usuário

Nome de usuário *
Senha *
Lembrar de mim

Criar uma conta

Todos os campos marcados com asterisco (*) são obrigatórios.
Nome *
Nome de usuário *
Senha *
Verificar senha *
Email *
Verifar email *
Captcha *

grafico economia coronavirus covid 19 bolsa de valores real moeda 1590775374656 v2 900x506Pandemia diminuiu consideravelmente as vendas no varejo do país
Imagem: Getty Images

As vendas no varejo brasileiro recuaram 16,8% em abril na comparação com o mês anterior, divulgou hoje o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Na comparação com o mês de abril de 2019, a baixa também foi de 16,8%. Já as vendas do varejo restrito acumularam recuo de 3% no ano e alta de 0,7% em 12 meses.

A expectativa em pesquisa da Reuters era de baixa de 12% na comparação mensal e de queda de 13,6% sobre um ano antes. Entre março e abril, houve quedas nas oito atividades pesquisadas: tecidos, vestuário e calçados (-60,6%), livros, jornais, revistas e papelaria (-43,4%), outros artigos de uso pessoal e doméstico (-29,5%), equipamentos e material para escritório, informática e comunicação (-29,5%), móveis e eletrodomésticos (-20,1%), artigos farmacêuticos, médicos, ortopédicos, de perfumaria e cosméticos (-17%), combustíveis e lubrificantes (-15,1%) e supermercados, produtos alimentícios, bebidas e fumo (-11,8%).

No ramo que inclui as atividades de material de construção e de veículos, chamado de "varejo ampliado", as vendas caíram 17,5% em abril ante março, na série com ajuste sazonal. Em relação à receita nominal, o varejo teve quedas de 17% na comparação com março deste ano e de 13,7% na comparação com abril do ano passado.

 

Fonte: UOL - 16/06/2020

guia fornecedores