Acessar Registrar

Acesse sua conta de usuário

Nome de usuário *
Senha *
Lembrar de mim

Criar uma conta

Todos os campos marcados com asterisco (*) são obrigatórios.
Nome *
Nome de usuário *
Senha *
Verificar senha *
Email *
Verifar email *
Captcha *

loja natura sede sp

Fazer com que uma empresa se torne referência no mercado e tenha uma boa reputação no meio corporativo é um grande desafio. Mas, algumas conseguem se destacar.

Por mais um ano consecutivo, a Natura foi eleita a empresa com a melhor reputação no mercado brasileiro pelo Monitor Empresarial de Reputação Corporativa (Merco), enviado em primeira mão ao InfoMoney. O levantamento tem como base dados referentes a 2019.

“A reputação é o reconhecimento do comportamento corporativo de uma companhia, dessa percepção dos stakeholders pela empresa, e isso está relacionando com o cumprimento dos compromissos”, explica Lylian Brandão, diretora geral da Merco Brasil em entrevista ao InfoMoney.

A pesquisa é constituída por mais de 4 mil entrevistas com diferentes agentes que atuam no mercado corporativo. Para esse levantamento, foram entrevistados mais de 370 diretores empresariais, cerca de 500 especialistas do mercado (analistas financeiros, jornalistas de informação econômica, sindicatos) e mais de 3 mil consumidores. A pesquisa foi auditada pela consultoria KPMG.

Os mais bem vistos pelo mercado

Além da Natura, o top 5 das companhias que possuem a melhor reputação no Brasil conta com Ambev, Itaú Unibanco, Grupo Boticário e Google – sendo essa a única não nacional entre as cinco primeiras colocadas.

Para Lylian, o fato dessas empresas sempre figurarem bem nos rankings de reputação mostra um esforço em manter um compromisso de sustentabilidade e confiança com os clientes e a sociedade de modo geral.

“Um olhar mais no longo prazo, foco em modelos de negócios sustentáveis e a manutenção do compromisso com a sociedade são pontos em comuns entre as essas empresas”, explica.

A diretora ainda argumenta que, ao longo últimos anos, as companhias perceberam a necessidade de ter uma visão mais abrangente dos negócios e da atuação da empresa no ambiente econômico que a mesma se encontra.

Em outras palavras, para uma companhia fortalecer sua imagem perante o mercado e os clientes, é preciso ter uma coerência nos discursos da companhia e um caráter de preocupação e cuidado com funcionários, clientes, fornecedores e a sociedade civil de forma geral.

“As empresas começaram a entender a importância essa visão mais abrangente, verdadeira uma atuação comercial. Não é só olhar o resultado financeiro, é necessário prestar atenção em outros pontos cada vez mais relevantes para a sociedade”, conclui a diretora.

Lylian ainda explica que, embora seja complicado construir uma reputação tão boa para figurar entre as primeiras colocadas, uma vez consolidada, fica mais fácil para manter essa boa imagem perante ao mercado.

“No top 10 as empresas tem poucas oscilações. O desafio maior é o crescimento, então lá em cima a briga é maior. Empresas melhores tem a preocupação com a sociedade como um todo”, afirma.

Confira:

  1. Natura

Eleita por mais um ano consecutivo como a a companhia com a melhor imagem corporativa no mercado brasileiro, a Natura & Co sabe o quão importante a responsabilidade corporativa é para seus negócios. Desde a primeira edição do estudo, em 2013, a Natura consolida-se como a empresa com a melhor reputação corporativa no Brasil.

Fundada em 1969 em São Paulo, a companhia está presente em mais de 60 países e conta com mais de 40 mil funcionários no mundo todo. Após adquirir a rival Avon em 2019, a Natura tornou-se a quarta maior empresa do ramo de beleza e cosméticos do mundo. O Grupo Natura também é dono da inglesa The Body Shop e da australiana Aesop.

A companhia é presidida desde 2016 por João Paulo Ferreira. Na lista da Merco das lideranças mais bem vistas pelo mundo corporativo brasileiro, Ferreira ficou na oitava posição. Já o CEO global do Natura & Co, grupo que controla a companhia, é o brasileiro Roberto Marques.

A companhia obteve a nota máxima de 10 mil pontos no estudo.

  1. Ambev

Controlada pela belga AB InBev, a Ambev, maior cervejaria da América Latina e líder do segmento no Brasil, foi a segunda empresa com a melhor reputação no Brasil.

Muito conhecida pelo seu popular portfólio de cervejas, que conta com nomes como Skol, Brahma e Budweiser, nos últimos anos, a Ambev tem se diversificado, apostando em segmentos de bebidas não-alcoólicas, como refrigerantes e sucos, e até mesmo em energéticos e bebidas destiladas.

A companhia obteve uma pontuação de 8784 no estudo.

  1. Itaú Unibanco

Presidido por Candido Bracher, o Itaú Unibanco é a primeira instituição financeira a aparecer na lista Merco. O banco, que é o maior do Brasil e da América Latina, ocupa a terceira posição entre as empresas com melhor reputação no Brasil.

Roberto Setubal, ex-presidente do banco e hoje membro do conselho de administração, foi eleito o terceiro líder empresarial mais bem visto no país.

A companhia obteve uma pontuação de 8449 no estudo.

  1. Boticário

Uma outra marca representante do setor de beleza e cosméticos na lista das empresas com a melhor reputação no Brasil é o Grupo Boticário. O grupo possui grandes marcas do mundo da beleza como O Boticário, Eudora e Quem Disse, Berenice?

Com mais de 3,7 mil lojas espalhadas pelo país, o Grupo Boticário é uma grande concorrente da primeira colocada Natura.

A companhia obteve uma pontuação de 8332 no estudo.

  1. Google

O Google é a mais bem colocada companhia estrangeira a integrar o ranking da Merco no país. A companhia é presidida no Brasil pelo engenheiro Fábio Coelho, que também é o vice-presidente da Google Inc.

O levantamento da Merco também mostrou que Coelho é o segundo líder empresarial mais admirado pelo mercado corporativo brasileiro.

Além disso, o Google é a empresa mais desejada para trabalhar entre estudantes universitários de negócios, engenharia e tecnologia em diversos países.

A companhia obteve uma pontuação de 8328 no estudo.

  1. Nestlé

Presidida por Marcelo Mechior, a Nestlé é a segunda marca internacional mais bem colocada no ranking. A marca suíça de alimentos e bebidas atua no Brasil desde o século XIX, mas foi apenas em 1921 que a companhia se estabeleceu de vez no país, com sua primeira fábrica construída na cidade de Araras (SP).

O Brasil é muito importante para a Nestlé, já que constitui o quatro maior mercado da marca – que faturou cerca de 92,5 bilhões de francos suíços mundialmente em 2019.

A companhia obteve uma pontuação de 8110 no estudo.

  1. Apple

Presidida globalmente por Tim Cook, a companhia é considerada uma das mais importantes mundialmente na produção de smartphones e tecnologias de maneira geral.

A companhia obteve uma pontuação de 7986 no estudo.

  1. Bradesco

Presidido por Octavio de Lazari Jr., o Bradesco, segundo maior banco privado do país, se manteve na oitava colocação. Octavio também figurou entre os lideres com a melhor reputação no Brasil, sendo listado na 36ª posição.

Fundado nos anos 1940 pelo empresário Amador Aguiar, o Bradesco já foi o maior banco do país e atingiu o feito de, em 2010, ser a única instituição financeira privada a estar presente em todos os municípios do Brasil, tendo pelo menos uma agência ou posto de atendimento em cada uma das cidades do país.

A companhia obteve uma pontuação de 7975 no estudo.

  1. Toyota

A montadora japonesa é uma das empresas que mais tem melhorado sua reputação no mercado brasileiro. Em dois anos, a companhia subiu cerca de 10 posições, uma oscilação não muito comum no ranking da Merco.

Em grande parte, a confiança do empresariado brasileiro com a companhia no país tem crescido após ótimos resultados da Toyota no Brasil e de um bom trabalho de aproximação e transparência com os consumidores e parceiros brasileiros.

A companhia é presidida no Brasil por Rafael Chang, que também integra a lista dos líderes empresariais mais respeitados no mercado brasileiro na 40ª posição.

A companhia obteve uma pontuação de 7639 no estudo.

  1. Magazine Luiza

Conhecida por despontar como uma das varejistas mais queridas do investidor brasileiro e vencedora do ranking Melhores Empresas da Bolsa, realizado pelo InfoMoney em parceria com Ibmec, a Magazine Luiza tem melhorado cada vez mais sua reputação no mercado corporativo do país. A companhia obteve uma pontuação de 7583 no estudo.

Ainda que os resultados da companhia nos últimos anos sejam impressionantes, um dos fatores que ajuda muito a companhia a se lançar como uma empresa referência no mercado é a ótima reputação do seu conselho administrativo e dos seus diretores.

Por mais um ano consecutivo, Luiza Trajano, Presidente do Conselho de Administração do Magazine Luiza, foi eleita a líder mais respeitada em todo Brasil. Luiza é sobrinha dos fundadores do Magalu e começou a trabalhar na companhia da família ainda aos 12 anos.

A atuação de Luiza na empresa foi fundamental para o importante salto de inovação e crescimento que colocou o Magazine Luiza entre os maiores varejistas do Brasil.

Nos 25 anos em que esteve à frente das operações, Luiza expandiu suas lojas para diversos locais do Brasil, além de ter aberto o capital da empresa na Bolsa de Valores em 2011.

O fato de Luiza Trajano ser a líder empresarial mais respeitada no Brasil abre espaço para um debate importante no corporativismo do país: a falta de mulheres em cargos de lideranças empresariais.

Ainda que seja significativo e simbólico ter uma mulher encabeçando uma lista de líderes corporativos, a ausência geral de representantes femininas no ranking geral é evidente: entre os 100 nomes, há apenas 10 mulheres.

Para Lylian, da Merco, o resultado é um reflexo direto no baixo número de mulheres em cargos de alta diretoria de grandes empresas.

“É um retrato do mercado em si. Porém, ainda que não haja um percentual significativo sobre mulheres como líderes de empresas, isso não faz com que elas se concentrem na parte de baixo da tabela”, explica a diretora.

Confira abaixo a lista das 100 empresas com a melhor reputação no Brasil:

EMPRESA

PONTUAÇÃO

SETOR

Natura

10.000

Beleza e cosméticos

Ambev

8.784

Bebidas e alimentos

Itaú

8.449

Serviços financeiros

Grupo Boticário

8.332

Beleza e cosméticos

Google

8.328

Tecnologia e serviços digitais

Nestlé

8.110

Bebidas e alimentos

Apple

7.986

Tecnologia e serviços digitais

Bradesco

7.975

Serviços financeiros

Toyota

7.639

Montadora automobilística

Magazine Luiza

7.583

Varejo

Coca Cola

7.554

Bebidas e alimentos

Netflix

7.527

Tecnologia e serviços digitais

Volkswagen

7.502

Montadora automobilística

Hospital Sírio-Libanês

7.480

Saúde

Unilever

7.447

Beleza e cosméticos/ Bebidas e alimentos

Danone

7.398

Bebidas e alimentos

Avon

7.266

Beleza e cosméticos

Hospital Albert Einstein

7.250

Saúde

Microsoft

7.238

Tecnologia e serviços digitais

Gerdau

7.115

Metalurgia

Renner

7.049

Varejo

Honda

7.048

Montadora automobilística

Santander

7.045

Serviços financeiros

Johnson & Johnson

7.020

Beleza e cosméticos

Samsung

6.966

Tecnologia e serviços digitais

Mercedes Benz

6.958

Montadora automobilística

P&G

6.942

Serviços financeiros/Consultoria

Porto Seguro

6.933

Seguros

Embraer

6.922

Aviação

Fiat

6.918

Montadora automobilística

Tramontina

6.903

Varejo

Heineken

6900

Bebidas e alimentos

GPA

6898

Varejo

Votorantim

6878

Serviços financeiros

McDonald’s

6859

Bebidas e alimentos

Latam

6772

Aviação

Ipiranga

6695

Gasolina

Mercado Livre

6688

Serviços digitais/Varejo

Facebook

6684

Tecnologia/serviços digitais

Amazon

6660

Varejo/Serviços digitais

Bayer

6645

Saúde

Nubank

6637

Serviços financeiros

Banco do Brasil

6634

Serviços financeiros

Carrefour

6621

Varejo

Lojas Americanas

6614

Varejo

Vivo

6598

Telecomunicações

Cielo

6589

Serviços financeiros

Ford

6581

Montadora automobilística

Adidas

6454

Varejo

Gol

6440

Aviação

Raia Drogasil

6410

Saúde

Volvo

6344

Montadora automobilística

Petrobras

6337

Mineração/extração de petróleo

Hering

6333

Varejo

Alpargatas

6302

Varejo

IBM

6182

Tecnologia e serviços digitais

HP

6180

Tecnologia e serviços digitais

C&A

6169

Varejo

Casas Bahia

6157

Varejo

Claro

6082

Telecomunicações

Grupo Silvio Santos

6065

Mídia e entremetimento

Walmart

6033

Varejo

Grupo Globo

5988

Mídia e entremetimento

Pepsico

5912

Bebidas e alimentos

Bunge

5849

Bebidas e alimentos

Caixa Econômica Federal

5837

Serviços financeiros

GE

5760

Tecnologia/Energia

Lenovo

5644

Tecnologia e serviços digitais

Grupo Abril

5634

Mídia e entremetimento

Siemens

5626

Tecnologia/Energia

Aurora Alimentos

5620

Bebidas e alimentos

Amil

5613

Saúde

Arezzo

5613

Varejo

Klabin

5564

Papel e celulose

JBS

5519

Alimentos

Farmácias PagueMenos

5505

Saúde

TIM

5401

Telecomunicações

3M

5354

Tecnologia

Fleury

5339

Saúde

Braskem

5338

Química

Tigre

5296

Construção

BRF

5103

Bebidas e alimentos

Caterpillar

5040

Maquinário industrial

BASF

5006

Quimica

Cargill

5002

Alimentos

Oi

4897

Telecomunicações

Vale

4878

Mineração

Suzano

4833

Papel e celulose

Ultrapar

4679

Petroquímico

CSN

4644

Metalurgia

Mondelez

4637

Alimentos

Oderbrecht

4061

Construção

Souza Cruz

3218

Tabaco

Eletrobras

3030

Energia

Azul

3032

Aviação

Enel

3018

Energia

Weg

3014

Tecnologia/Energia

iFood

3008

Tecnologia e serviços digitais

Cacau Show

3002

Bebidas e alimentos

Usiminas

3000

Mineração

 

Metodologia

A avaliação da Merco integra a percepção de 16 fontes de informação diferentes sobre as mais diversas variáveis que podem constituir uma empresa ou o perfil de um líder.

A Merco investiga uma série de quesitos, com base em 4.189 entrevistas realizadas com três grandes grupos: diretores de grandes empresas, especialistas de vários setores (analistas financeiros, membros do governo, acadêmicos e representantes de ONGs, entre outros) e consumidores.

Primeiro, diretores de grandes empresas apontam as 10 empresas mais respeitadas do mercado na sua visão, exceto a deles. Depois, essa lista passa na mão de diversos especialistas que avaliam de 0 a 100 cada uma das empresas nas variáveis das quais possuem conhecimento.

Na sequência, é realizado um trabalho de pesquisa de campo com a população em geral (consumidores).

Há ainda uma avaliação da atividade das marcas citadas nos canais de divulgação próprio e a comunicação da reputação gerada (mídias sociais, influencers digitais, usuários da rede etc)

Por fim, técnicos da Merco avaliam os principais indicadores das empresas incluídas no ranking ate então para chegar às 100 primeiras. Essa é a parte de separar os indicadores e dados de respostas e valorar todas essas variáveis para chegar à uma pontuação final para cada empresa citada.

 

Fonte: New Trade – 29/04/2020

guia fornecedores