Acessar Registrar

Acesse sua conta de usuário

Nome de usuário *
Senha *
Lembrar de mim

Criar uma conta

Todos os campos marcados com asterisco (*) são obrigatórios.
Nome *
Nome de usuário *
Senha *
Verificar senha *
Email *
Verifar email *
Captcha *

relacionamento 25 08

Em qualquer reunião de trabalho, alguns tipos de comportamentos que atrapalham e atrasam a programação podem ser identificados. Uma pesquisa realizada pela Plantronics, empresa de soluções de comunicação unificada do mundo, reconheceu sete tipos de comportamentos e personalidades que tiram a produtividade em qualquer reunião.

Veja abaixo os tipos mais nocivos e perceba se algum deles faz parte do seu dia-a-dia:

1 – O multitarefas

“Eu finjo que estou prestando atenção enquanto termino estes 22 e-mails”. Pode parecer proatividade e que se está ganhando tempo, mas uma reunião de qualquer tipo exige atenção e contribuição. Geralmente, pessoas multitarefas não se concentram nos assuntos e interrompem a discussão com perguntas que já foram feitas ou ideias que já foram discutidas. A melhor maneira de lidar com esse tipo de personalidade é trazê-lo para a discussão – “Como você poderia contribuir com isso?”.

2 – O dominador
“É claro que o meu ponto de vista é o mais importante, então esperem aí enquanto eu mostro como é que se faz”. Segundo a pesquisa, esses participantes se consideram mais preparados para atingir as metas da reunião. Na maioria das vezes são prolixos, cortam a fala dos outros e usam linguagem pomposa para defender seu ponto de vista. Contudo, este tipo de comportamento guarda muita energia e vontade de agir – o que se bem dirigido, é positivo. Uma maneira de amenizar os comentários de participantes deste tipo é ampliar o ponto de vista e perguntar a opinião dos outros participantes.

3 – O descarrilhador
“Eu vou falar de um tema totalmente fora do assunto e que só é relevante para mim”. Este tipo de comportamento pode estender uma reunião por horas sem que o assunto principal seja sequer discutido. Os descarrilhadores podem monopolizar e desviar o assunto em poucos segundos e levar os participantes a temas que não precisariam ser discutidos. Segundo a dica da Plantronics, a saída é simples: Agradeça a informação e sugira que se atenham a agenda combinada.

4 – O invisível
“Eu vou sentar aqui bem quieto e tentar me fundir ao ambiente”. O que sobra de entusiasmo nas outras personas, falta no participante invisível. Estes preferem ficar sentados e ouvir ou comentar por mensagens instantâneas em vez de falar – muitos esperam a reunião terminar para então compartilhar o que pensam. De acordo com a pesquisa, ao identificar tal participante, o ideal é antecipadamente atribuir a ele uma tarefa para a reunião, de modo que possam se preparar para contribuir com o grupo.

5 – O pessimista
“Não, não, não. Isso não vai funcionar, e vou dizer por quê”. Talvez a intenção seja boa, mas os pessimistas podem sugar a energia positiva dos participantes. Este tipo de personalidade aprecia explicar porque algo não pode ser realizado e a melhor maneira de não deixar que a animação dos outros participantes seja afetada é canalizar o excesso de realismo em soluções, reconheça as preocupações ditas e pergunte, na opinião dele, qual seria a saída ou a melhor abordagem para resolver o problema.

6 – O ruidoso
Eu vou continuar a fazer tudo aqui no meu canto…com muito barulho”. Atualmente, nem toda reunião é presencial. Muitas acontecem via skype ou chamadas em grupo e em praticamente todas elas, um dos participantes não utiliza o botão mute para realizar tarefas simultâneas (multitarefas) e barulhentas, que atrapalham o andamento da discussão. A tecnologia já oferece recursos para solucionar este problema, como headsets que cancelam o ruído externo, mas caso não resolva, lembre ao participante de deixar a linha no recurso mudo. Se mesmo assim não surtir efeito, retire-o da chamada.

Fonte: InfoMoney - 02/10/2017

guia fornecedores