Acessar Registrar

Acesse sua conta de usuário

Nome de usuário *
Senha *
Lembrar de mim

Criar uma conta

Todos os campos marcados com asterisco (*) são obrigatórios.
Nome *
Nome de usuário *
Senha *
Verificar senha *
Email *
Verifar email *
Captcha *

Segundo informou o IBGE nesta terça-feira (13), as vendas no varejo brasileiro caíram 8,2% em outubro sobre o ano passado e 0,8% na comparação com o mês anterior. O resultado foi o pior já registrado para o mês desde 2008, quando houve perdas de 1,1%. Na comparação mensal, o percentual registrou a quarta queda seguida. No ano, as vendas caíram 6,7%, enquanto no acumulado de 2016 o recuo é de 6,8%. "O setor varejista não mostra nenhuma reação nesse fim de ano com esse ambiente econômico. O comércio responde ao enfraquecimento do mercado de trabalho", destaca Isabella Nunes, economista do IBGE. 

Oito Atividades do Varejo Tiveram Quedas 
As oito atividades do varejo restrito acompanhadas pelo IBGE tiveram quedas na comparação mensal. No varejo restrito, pressionaram o resultado as quedas de 0,6% em hipermercados, supermercados, produtos alimentícios, bebidas e fumo e de 1,7% de combustíveis e lubrificantes. Já as vendas de equipamentos e material para escritório subiram 7,1% e as de artigos de uso pessoal e doméstico tiveram alta de 0,8%. Enquanto isso, as vendas no varejo ampliado, que incluem veículos e material de construção, caíram 0,3% em relação a setembro e 10% ante outubro de 2015. No ano, a queda é de 9,3%, e em 12 meses, de 9,8%.  

Fonte: Giro News – 13/12/2016

guia fornecedores