Acessar Registrar

Acesse sua conta de usuário

Nome de usuário *
Senha *
Lembrar de mim

Criar uma conta

Todos os campos marcados com asterisco (*) são obrigatórios.
Nome *
Nome de usuário *
Senha *
Verificar senha *
Email *
Verifar email *
Captcha *

Pesquisadores do Instituto de Ciências Biomédicas da USP (Universidade de São Paulo) comprovam o que muita mãe e também algumas correntes que circulam na internet alertam: é preciso lavar as latinhas de bebida antes de colocar a boca nelas, pois há risco de contaminação.

Das cerca de cem latas de alumínio de refrigerante e cerveja coletadas em bares, restaurantes e supermercados da capital, aproximadamente 40% apresentavam fungos e bactérias que podem ser prejudiciais à saúde. "É um índice elevado de contaminação fúngica e bacteriana", diz Claudete Rodrigues Paula, coordenadora da pesquisa. Segundo ela, os recipientes de alumínio são "verdadeiros criadouros em potencial" dos microrganismos.

Os fungos encontrados, em geral, estão presentes no ar. Quando depositados em grandes quantidades no bocal das latas podem causar doenças como rinite, asma e bronquite. "Principalmente em pessoas que já apresentam esses problemas", diz a pesquisadora.

Além dos fungos, foram encontradas bactérias como coliformes totais e fecais, que, se forem ingeridas, podem causar vômito, dor de cabeça e diarréia. A presença dessas bactérias está relacionada à má higienização e a formas inadequadas de armazenagem dos recipientes.

Uma medida simples para contornar o problema é lavar a lata com água e sabão e secar bem. "Esses microrganismos aderem pouco ao alumínio e, se não forem eliminados pelo sabão, serão excluídos com a água", diz Paula.

O laboratório analisou também recipientes com lacres feitos de uma camada fina de alumínio aplicados no bocal dos recipientes, como os selos dos copos de água mineral. Esse sistema é mais seguro: "Cerca de 80% das unidades formadoras de colônias de microrganismos diminuiu nessas latas com o uso do lacre", disse a pesquisadora. Os dados da pesquisa devem ser encaminhados a órgãos públicos, como o Ministério da Saúde, para que a população seja informada sobre a necessidade de lavar sempre as latas antes do consumo.

Fonte: Folha Online

cervesia - rehab4alcoholism