Acessar Registrar

Acesse sua conta de usuário

Nome de usuário *
Senha *
Lembrar de mim

Criar uma conta

Todos os campos marcados com asterisco (*) são obrigatórios.
Nome *
Nome de usuário *
Senha *
Verificar senha *
Email *
Verifar email *
Captcha *

Quem consome álcool moderadamente, fortalece a função dos seus rins. A esse resultado chegou um novo estudo da Charité de Berlim.

A Dra. Elke Schaeffner e seu grupo de estudos avaliaram o estudo americano "Physicians Health Study", que contém dados de 11.000 médicos americanos sobre a saúde. Os pesquisadores seguiram a pergunta sobre os efeitos que o consumo de álcool mostra sobre os rins. “Homens, que consumiam sete drinques por semana, mostravam um valor de queratinina 30% inferior aos abstêmios”, assim a Dra. Elke Schaeffner, da Clínica Charité para Medicina Renal e dirigente do estudo.

Queratinina é o fator de medição para a saúde dos rins. O valor de queratinina em bebedores moderados demonstrou ser melhor do que o de homens com consumo mais elevado ou menor de álcool. Eles possuíam o menor risco de sofrerem doenças relacionadas às funções renais.

O estudo alemão confirma com isso várias pesquisas internacionais, que comprovam que o consumo moderado de cerveja é bom para o sistema digestivo. Assim, por exemplo, o Instituto Nacional da Saúde em Helsinque** descobriu em 1999: uma garrafa de cerveja diariamente reduz o risco de pedra nos rins em 40%. Como “consumo moderado de cerveja” vale: um litro de cerveja diariamente para os homens; para as mulheres em torno de meio litro, pois elas levam mais tempo para decompor o álcool.

* Schaeffner et al.: "Alcohol Consumption and the Risk of Renal Dysfunction in Apparently Healthy Men", Arch Intern med. 2005; 165:1048-1053

** American Journal of Epidemiology 1999; 150:187-94

Fonte: DBB

Traduzido e Adaptado por Matthias R. Reinold

cervesia - rehab4alcoholism